JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 21 de outubro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

João Eurípedes Sabino

ABCZ, 100 anos...

Tenho em mãos o livro “ABCZ – 100 anos – história e histórias”. Preciosa obra de 383 páginas, cuidadosamente concebida e formatada pelas escritoras Eliane Mendonça Marquez de Rezende e Maria Antonieta Borges Lopes. É obra para se começar a ler e não parar. Isso aconteceu comigo. 

Negar que conheço um pouco da história da ABCZ não posso, porém, diante do livro recém-lançado no Museu do Zebu (25/04/2019), tudo o que eu sabia ficou muito distante em face do rico e detalhado conteúdo nele apresentado. As autoras retroagem no tempo antes dos anos 1900 e vão buscar muitos fatos que, não fosse a determinação de ambas, ficariam para sempre esquecidos. Embalam-nos até os dias de hoje estampando finalmente a Galeria dos Ex-presidentes. Dos 26 dirigentes da entidade, tive o prazer de falar pessoalmente com 17 e vários dos seus diretores.

Da odisseia para buscar o gado zebu na Índia, apostando no desconhecido, como se enxergassem além dele, ao retorno para o solo brasileiro com verdadeiras pérolas para injetar em nosso rebanho, tudo e mais um pouco, vemos na obra literária, cujo lançamento assisti no dia 25/04/2019. Ali estão as razões e porquês de Uberaba ter galgado o título de Capital Mundial do Zebu e não tê-lo cedido a outras plagas.

Recheado de histórias, o livro de Eliane e Antonieta mostra com fotos o prestígio político que Uberaba desfruta(va) desde antanho. Presidentes da República e Governadores fizeram aqui suas “batidas” e sempre estavam nos atos inaugurais das Exposições ou noutros ensejos. Destaque para Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek, que forjaram vínculos indestrutíveis conosco.

Um tratado? Sim é um tratado que se prestará à defesa de teses de dedicados pesquisadores ao longo do tempo, digamos, + 100 anos. Aqui não estarei para assistir a esse prognóstico, mas certo estou de que ninguém passará pela história do Zebu e da ABCZ sem ater-se ao livro ao qual me refiro. Todos os fatos compilados na obra são por demais importantes. Permito-me, entretanto, em homenagem a Raymundo Soares de Azevedo, conclamar a você leitora(a) para que veja à página 202 o Relatório do Ministério da Agricultura, em 1912, descrevendo Fazenda Veadinho (de Raymundo), onde seria instalada a Fazenda Modelo, atual Epamig.

Hoje me pergunto: o que seria de Uberaba não fosse o advento do Zebu? A resposta está no livro de Eliane e Antonieta. 

Parabéns, ABCZ e Museu do Zebu, pelo lançamento de outras três obras literárias: “Leite cru, a verdade que vai mudar sua vida!”, de Dr. Wilson Rondó Jr.; “Fazenda Guarita – 100 anos”, de Teté Martinho, e a Revista “Turma do Zebuzinho” n° 6!

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia