JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 03 de junho de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Sandra de Sousa Batista Abud

Estatísticas Interessantes

- Em tempo de eleição, 51% da população brasileira é mulher, entretanto, a bancada feminina na Câmara dos Deputados será composta por 77 mulheres na próxima legislatura, de 2019 a 2022. Esse número representa apenas 15% das cadeiras e, atualmente, a bancada feminina é ainda menor, ocupando somente 10% do Parlamento.

- Em 20% a 30% dos casos de autismo a criança apresenta macrocefalia – cabeça de tamanho maior do que o próprio da idade. Pesquisas apontam a relação entre o autismo e a maior frequência em indivíduos do sexo masculino – motivo pelo qual a cor azul foi escolhida para representar o transtorno, havendo, entretanto, poucos avanços científicos para confirmar esse fato e sua possível causa.

- Segundo a Sociedade Canadense de Câncer, o Brasil foi o segundo a adotar imagens de advertência nas embalagens de cigarros, em 2001, sendo ainda um dos primeiros países a banirem expressões como “light” e “suave”. O Brasil está atrás de outros países quando se compara o espaço dedicado a essa medida. Com 65% de toda a embalagem ocupada por advertências, 30% da frente, o Brasil ocupa a 53ª posição no ranking; em 2016, estava na 41ª. Atualmente, há países com 80% e 90% da frente da embalagem com advertências. Se só há alerta em um lado, a pessoa pode simplesmente virar para não vê-lo. Reconhecido como um dos primeiros países a adotarem medidas mais duras contra o tabagismo, o Brasil vive o desafio de estacionar no índice de diminuição de fumantes, devido a entraves judiciais e projetos parados no Congresso, desde 2015, que o levam a perder a liderança em novas ações. A Austrália foi o primeiro país a adotar o maço genérico, em 2012, com cores e tipografias padronizadas. Estudos  apontam que a mudança, acompanhada de maior espaço aos alertas, ajudou a acelerar a tendência de queda na prevalência de fumantes. Desde então, nove países já adotam a iniciativa. O mais recente foi o Uruguai. Na convenção – Quadro de Controle do Tabaco, o Brasil foi citado como exemplo pelas ações já realizadas para reduzir o número de fumantes, tais como a lei antifumo, o veto à publicidade e a definição de preços mínimos para o cigarro.

- A Dieta Mediterrânea, que não se trata de um programa de emagrecimento, e sim de um conjunto de hábitos alimentares, cujos benefícios são a busca da qualidade de vida e da saúde, é considerada a dieta mais adequada para viver bem e por mais tempo. Segundo estudos, essa dieta é a mais saudável para o coração e pode evitar 30% das mortes por ataque cardíaco, derrames e doenças cardiovasculares. Privilegiando alimentos frescos in natura, descarta os industrializados, refinados e com aditivos químicos, o excesso de sal e açúcar, apresentando equilíbrio entre as quantidades de macronutrientes (proteínas e gorduras animais e vegetais, fibras e carboidrato, etc.) ricos em micronutrientes antioxidantes e vitaminas (A, C, E, betacaroteno, polifenóis, etc.), cujo papel é importante na prevenção de doenças cardiovasculares e do câncer. 

(*) Psicóloga Clinica
sandrasba@hotmail.com

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ. O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia