JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 22 de maio de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas.

Outros Articulistas

Tapete vermelho

Estamos há poucos dias do Natal. Em praticamente todas as cidades do país as lojas estão com horários estendidos para uma melhor conveniência por parte dos clientes.
Fim de ano, festas, confraternizações e o Natal formam a melhor época comercial do ano. É um período onde as pessoas ficam mais solidárias, mas sensíveis e mais amáveis. É também quando há mais dinheiro circulante e isso já basta para haver mais vendas; também impulsionadas pelo Natal, pelas festas e pelas atividades “amigo invisível”, entre outros.
As opções de compra são diversas. Há opções mais simples, mais baratas, mais sofisticadas e mais caras. De modo geral, todo o varejo se beneficia, pois “há cliente para tudo”. Há quem irá comprar uma lembrancinha, mas também há o cliente para uma joia cara e para um carro. Ou seja, neste período, todo o comércio precisa estar pronto para vender tudo e para todos.
As lojas devem estar bonitas, bem iluminadas e bem decoradas. O estoque variado, facilidades de pagamentos e as equipes das empresas, os vendedores de modo particular, bem treinados, bem reciclados e motivados. É importante também que o empresário comunique aos clientes todas as vantagens do seu estabelecimento. Isto é, faça propaganda.
“Quando a fome encontra a vontade de comer”. Quando o cliente tem, ainda que leve, a intenção de comprar; quando há motivação; quando encontra uma loja “redondinha” com tudo e todos em harmonia, aí haverá negócios. Haverá cliente satisfeito, vendas feitas e felicidade para todos!
É simples, basta querer!
Basta cuidar de todos os detalhes com atenção; basta capacitar e incentivar as equipes e, acima de tudo, estender um tapete vermelho e tratar o cliente como ele quer ser tratado!
A receita está dada, bora praticar e vender muito?!

Fulvio Ferreira
Empresário, palestrante e treinador de equipes
www.fulvioferreira.com.br

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ. O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia