JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 20 de setembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Fulvio Ferreira

Princesa Isabel

Você sabe quem foi Isabel Cristina Leopoldina Augusta Micaela Gabriela Rafaela Gonzaga de Bourbon-Duas Sicilias e Bragança?

Quem respondeu que não sabe e talvez até achou graça do nome tão extenso, reprovou em História.

Porém, quem sabe e respondeu que esse nome tão grande pertence à Princesa Isabel, acertou!

Essa heroína brasileira, lembrada pela abolição da escravatura, foi senadora e regente do Brasil por três vezes. Nessas ocasiões ela administrou situações complexas como a crise entre a Igreja Católica e a Maçonaria, entre 1876 e 1877. Também foi sob a sua regência que a Lei do Ventre Livre (1871) e a Lei Áurea (1888) foram aprovadas.

A Princesa Isabel foi a primeira senadora do Brasil e também foi a primeira mulher a assumir a Chefia de Estado no continente americano.

Isabel recebeu uma educação primorosa e estudava 6 dias por semana. Casou-se aos 18 anos com o francês Conde d'Eu.

Princesa Isabel era filha de Teresa Cristina e do Imperador Dom Pedro II.

O autor Leopoldo Bibiano Xavier nos conta, em seu livro Revivendo o Brasil-Império, que "certa feita, o Imperador Dom Pedro II saiu a passeio, levando consigo a sua filha e herdeira, ainda criança. Vendo que todos se curvavam diante da carruagem em que estavam, a pequena Princesa, num dado momento perguntou:

- Papai, toda essa gente constitui o povo?

- Sim, uma parte do povo - respondeu o Imperador.

- E algum dia esse povo me pertencerá?

- Não minha filha. Você é quem pertencerá ao povo."

Em poucas palavras dá para perceber a diferença de cultura e de postura entre os governantes da época monárquica e os políticos de hoje. Enquanto os membros da Família Real se preparavam para servir ao país e ao seu povo nossos políticos, na sua esmagadora maioria, se transformam em aves de rapina, especialistas em se locupletar da coisa pública e do erário. E o povo, que outrora parava para reverenciar pessoas de bem que faziam de tudo pela nação, hoje, cegamente, defendem bandidos vestidos de ternos e togas.

Nesta quinta-feira, dia 29, é comemorado o nascimento da Redentora Princesa Isabel que ocorreu em 1846. Uma mulher nobre, porém simples, que dedicou a sua vida pelo Brasil. Ela sim é uma mulher que deve ser lembrada por todos pela sua postura, pela sua ética e pelos seus valores; um exemplo de vida, uma referência para todos!

 

 

Fulvio Ferreira

Empresário, palestrante e treinador de equipes.

www.fulvioferreira.com.br

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ. O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia