JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 04 de dezembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Karim Abud Mauad

Boas novas, que venham logo!

O Inverno chega e o inferno da Covid 19 não acaba. O mal parece não ter fim; já são mais de 500.000 mortes. Estas 500.000 tragédias foram anunciadas em grande parte, pois, ao invés de agirmos para buscar soluções, agimos mais para criarmos problemas e discórdias. Fica aqui meu luto para todos que perderam seus entes queridos. Infelizmente, inúmeros são os casos de famílias destruídas aqui e acolá, pois a pandemia levou vários de seus membros. Não sei como vamos sair desta, mas sei que não será com CEI/CPI/CP, muito menos com arroubos, bravatas e despropérios a quem quer que seja. Saudades de um Brasil uno, que, com todas as suas mazelas, buscava remediar dificuldades. Feito o registro, precisamos tentar dar a volta por cima, ou buscar boas notícias para aquecer o inverno e até a falta de chuvas...

No campo social, o Rotary, o Lions e a Maçonaria (Ulmur), junto com o Sesc, através do Programa Mesa Brasil, e vários parceiros arrecadou e distribuiu desde abril de 2021, quase 50 toneladas de alimentos para instituições que cuidam de crianças, idosos, moradores de ruas, portadores de necessidades especiais, famílias em vulnerabilidade social, entre outros.

Não que seja uma boa notícia, o ideal é que não precisássemos agir neste sentido, mas interessante que encontremos pessoas do bem para apoiar estas causas, já que hoje temos uma excessiva insegurança alimentar, trazendo fome para nossa gente.

Na área da criança e do adolescente, louvável o trabalho feito pelo Comdicau, atuando em consonância com as promotorias e juízes do segmento, para atacar as causas que afligem nossos jovens, minimizando os estragos dos lares desfeitos e dos menores desassistidos. As atividades diversas nesta seara começam a frutificar. Novamente, que bom seria não termos de intervir neste campo, mas que bom ainda encontrarmos voluntários dispostos ao trabalho e ao acolhimento.

Nossa querida Uberaba vive momento especial em sua história, a outrora pujante Uberaba do Zebu, da Educação, do Fertilizante e da Fé vive a encruzilhada da necessidade de uma nova etapa desenvolvimentista, pois com 350.000 habitantes com ou sem censo, pouco mais, ou pouco menos; percebe-se que chegou a hora de voltar a pensar e agir grande, portanto, que venham ZPE, novas indústrias e, claro, o Gasoduto. São necessárias ações macro e micro, para dar sustentação aos empresários, industriais, comerciantes e prestadores de serviços aqui instalados, de todos os portes e setores, mas que se cuide especialmente dos setores mais atingidos e praticamente paralisados, desde março/2020. A inovação tecnológica e a indústria 4.0, internet das coisas e toda a parafernália que levam ao crescimento neste século precisam ser implantadas, ampliados e otimizados em Uberaba, mas, enquanto não educamos ou melhoramos o nível técnico da nossa mão de obra no seu todo, temos que cuidar do efetivo gerador de emprego e renda, o pequeno já instalado. Em várias rodas e reuniões em entidades pela nossa terra, vamos ouvindo que notícias boas virão em breve; que cheguem rápido. O cuidado necessário: não levar gato por lebre, pois o gás é inebriante e distorce fatos.... Tomara que venham logo as boas novas!

Karim Abud Mauad - karim.mauad@gmail.com

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ. O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia