JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 10 de dezembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Eliana Barbosa

Encantos da vida a dois

Muito se questiona sobre os segredos para casamentos de longa duração, mas pouco se fala que não basta um relacionamento ser duradouro, ele precisa ser feliz também.

Vemos inúmeros casos de casamentos longos, onde os cônjuges estão infelizes, não se falam e nem se tocam mais, e, talvez por falta de coragem ou por acomodação, eles ficam estagnados nessa vida, em uma resignação que pode levá-los à depressão e gerar outras doenças, que sempre surgem a partir de sentimentos em desarmonia.

Por isso, hoje, quero falar com você sobre como fazer para descobrir e manter os encantos da vida a dois:

• Em primeiro lugar, entenda que o ponto forte dos relacionamentos felizes e duradouros é a amizade. É lamentável, na atualidade, observar quantas uniões se realizam em nome da química sexual, deixando a amizade e o estilo de vida dos parceiros em outros planos de menor importância. É bom lembrar que a Neurociência mostra que a paixão, em nosso cérebro, dura no máximo dois anos, e, ao final desse tempo, ou a relação esfria e acaba, ou vai crescer o amor companheiro – o amor que se sustenta, apesar das naturais crises da vida a dois.

• É com a amizade entre os parceiros que vai se aprimorando a cumplicidade, aquela conexão profunda entre eles, que, ao mesmo tempo, não lhes tira a autonomia e a independência.

• Viver a dois é felicidade quando ambos vibram pelo sucesso do outro, sonham em conjunto, e nunca deixam o namoro acabar, através de agrados e mimos.

• Uma forma de preservar o amor dos primeiros tempos é a apreciação mútua, os elogios, as demonstrações de que há valorização entre eles.

• Pesquisas demonstram que a fidelidade na vida a dois tem tudo a ver com a conexão emocional dos parceiros, mais do que a qualidade da vida sexual. Isso quer dizer que as traições acontecem quando falta no relacionamento os “olhos nos olhos”, carinhos, mensagens ousadas e amorosas, reconhecimento do valor de cada um. Afinal, quem é que não gosta de ser elogiado, não é?

• Quando o casal – apesar da chegada dos filhos e das atribulações da criação dos mesmos – mantém o clima de namoro e encantamento, ao longo dos anos, as chances de sofrer com o “ninho vazio” são muito menores, porque eles sabem que, nesse momento, terão mais tempo um para o outro, para viajar juntos e curtir os muitos anos que ainda lhes restam, de forma romântica e prazerosa.

• Guarde bem: só o amor nunca basta! Para um relacionamento durar e não perder seu encanto é fundamental o cultivo da amizade, do companheirismo, da compreensão, do respeito e da lealdade, todos eles embalados pelo amor! 

(*) Life coach, psicoterapeuta, articulista de jornais e de revistas de circulação nacional e internacional, autora de vários livros no campo do autodesenvolvimento, apresentadora de programas em TV e rádio, e ministra palestras e cursos transformacionais no Brasil e nos Estados Unidos
www.elianabarbosa.com.br

eliana@elianabarbosa.com.br

 

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia