JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 24 de outubro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Mariela Guimarães/O Tempo

Criminosos tentam invadir casa de militar e trocam tiros com PM

Dupla que tentou invadir a casa de um policial militar na madrugada de ontem foi perseguida e trocou tiros com a Polícia Militar. De acordo com a polícia, a suspeita é de que um dos criminosos tentaria matar o militar por vingança. Os policiais alcançaram os suspeitos após intensa perseguição, trocaram tiros com eles, no entanto, apesar de reconhecidos, conseguiram fugir.

De acordo com a PM, a esposa do policial militar afirmou que ouviu barulhos de uma pessoa tentando entrar na casa deles, no bairro São Cristóvão. Próximo ao local os militares se depararam com uma motocicleta, cujos ocupantes estavam fugindo. A viatura do CPU deu a volta no quarteirão e conseguiu se deparar com o veículo no sentido contrário, que fugia em alta velocidade.

Foi montado cerco/bloqueio pela Polícia Militar, enquanto a viatura do CPU perseguia os criminosos, que fugiam em alta velocidade por diversas ruas e avenidas do bairro Gameleira. Em seguida, a dupla entrou na BR-050, onde, segundo a PM, andou por cerca de 10 quilômetros na contramão, passando no meio de caminhões e sendo perseguida pela viatura da PM no acostamento da rodovia.

Em determinado momento, o condutor da motocicleta perdeu o controle e caiu no asfalto. O garupa se levantou, tirou um revólver da cintura e apontou para os policiais, que revidaram. Com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), os policiais continuaram a perseguir os criminosos. Os bandidos, tanto o condutor quanto o garupa, conseguiram entrar no meio do mato e fugir. Nenhum policial foi atingido durante a troca de tiros. De acordo com a PM, a moto Honda Biz, cor preta, placa HMQ-8382, estava com a documentação vencida, foi apreendida e encaminhada ao pátio do Detran.

De acordo com a PM, o policial militar cuja casa o criminoso invadiria tem sido ameaçado de morte constantemente. Segundo a polícia, o motivo seria a morte do irmão dele após ação do militar. O suspeito do crime saiu recentemente da penitenciária e disse que vingaria a morte do irmão.

No sistema, os policiais identificaram o dono da motocicleta. Eles foram até a casa dele, no entanto, não foi encontrado. Os militares confirmaram com a esposa dele que a camisa do Palmeiras apreendida durante a ação era a mesma que ele usava quando saiu de casa. A PM também foi à casa do outro suspeito, que não foi encontrado. O suposto autor, segundo a PM, se encontra em prisão domiciliar e o fato de ele não ter sido encontrado em casa indica o descumprimento da medida judicial.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ. O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia