JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 24 de setembro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Diógenes Pereira da Silva

Seja craque da Copa do Mundo, não seja um viciado no crack (DROGA)!!!

Dedico este texto aos heróis: nossas crianças e adolescentes brasileiros! Não existe confrontação maior que o desafio da escolha de uma profissão bem-sucedida, onde traga, além do sucesso, uma corrida para o mais seguro dos portos. Essa deve ser a tônica dos jovens brasileiros que querem ser um craque de futebol!!! No extremo oposto, a droga crack acaba com o sonho dos nossos jovens de hoje, futuros adultos do amanhã. O homem sem aspiração, homem sem visão, sem coração, sem amigos, portanto, vivem desgarrados das reais chances de vencer o time adversário, além, é claro, da perda de referenciais absolutos como: a moral, o caráter, os bons costumes, etc. Apesar de dados estatísticos evidenciados, afrontados por órgãos sérios como a OMS (Organização Mundial de Saúde) na relevância de não ser fácil deixar o vício das drogas ilícitas, ainda assim devemos asseverar com muito otimismo e encararmos de outra forma também, senão vejamos: não foi fácil nascer - adentrar o útero materno, mas vocês, jovens, venceram a barreira e decidiram pela própria vivência, pois tiveram que lutar contra milhares de espermatozóides, por isso já são vencedores!

Os órgãos estatais têm a obrigação constitucional de dar segurança à sociedade ordeira, mas sozinhos não serão suficientes em suas demandas, precisa-se do apoio incondicional da sociedade que deve enxergar a prospectividade nas suas ações e atuações como um centroavante que marca gols.

A vida é feita de lutas, de transpor obstáculos, o vício das drogas, ou a decisão de não experimentá-las é só um desafio mínimo perto da vitória da vida que resultará em bons frutos no futuro promissor de cada um que deixa de ser um viciado, pois o viciado em crack e outras drogas ilícitas têm uma grande probabilidade em fomento para cometer atos criminosos como: roubar, furtar, quando não cometem crimes de proporções maiores em detrimento da sustentação do vício, entrega sua vida ao poder dos traficantes, dos aliciadores, pois passam a trabalhar para eles em prol do próprio vício, esta é uma forma maligna de contribuir para uma das maiores mazelas sociais do Brasil, a insegurança, correspondente ao crescimento dos índices criminais, sendo um dos fatores mais preocupantes e que têm desempenhado um sustentáculo de ações dos órgãos estatais em busca de subsidiar fatores repressivos a esses males. O furto, o roubo e outros crimes ascendem e alavancam os índices criminais, pois estão ligados diretamente aos traficantes e aos usuários que os sustem.

A participação da sociedade brasileira é fundamental para que o Brasil possa conquistar a Copa do Mundo 2014 e não é diferente com a Segurança Pública, que precisa tornar-se uma só nação combativa às drogas ilícitas. Vocês conseguem, conseguirão muito mais, conseguirão viver!!!

 

(*) policial militar da PMMG
diogenespsilva2006@hotmail.com

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ. O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia