JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 16 de junho de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Maryah Bruno Carvalho Gomes

"Vida em Condomínio - Histórias Reais": Síndico de Sucesso e os desafios do mercado condominial

Não há como se falar em condomínio sem se abordar o maior desafio de todos os síndicos, a convivência entre vizinhos. Falar de condomínio é também abordar o tema vida em coletividade, assunto recorrente no setor condominial. A sociabilidade, mediação de conflitos, e infelizmente histórias que revelam condutas negativas que não devem servir de exemplo para ninguém. Este é o maior desafio de um síndico de sucesso, o bom senso!

Bom senso que nem sempre parte dos moradores, mas é recorrentemente cobrado do líder (síndico), o qual segundo entendimento de parte dos condôminos deve suportar todo e qualquer tipo de ofensas em razão do cargo que ocupa. São recorrentes e degradantes as cenas presenciadas com intuito de ridicularizar e ameaçar os síndicos, principalmente junto a grupos de internet, sob os quais o agressor se sente protegido por não estar “cara a cara” com o ofendido.

Em sua maioria as ofensas são injustificadas de moradores que nunca buscaram se inteirar da realidade do condomínio ou mesmo das normas vigentes. Os síndicos têm sua vida particular exposta, sua profissão confundida com o cargo de representante que ocupam, muitas das vezes são ridicularizados com palavras de baixo calão e indiretas de que estariam desviando dinheiro. Não é raro se escutar dos condôminos: “você é meu funcionário”, “assumiu o cargo porque quis, agora aguenta”, “quero ver me fazer cumprir o que está escrito aí nesse documento (convenção e regimento interno!)”, “o que você comprou foi pago com meu dinheiro”, “a casa é minha eu faço do jeito que eu quiser”.

Certa vez um síndico, ao se dirigir a uma festa, fruto de diversos transtornos e reclamações dos moradores, a qual já havia solicitado ao porteiro por duas vezes que interfonasse ao local para que o barulho e algazarra fosse cessado, foi humilhado, constrangido e ofendido. O morador com o único intuito de diminuir e desestabilizar mentalmente, se utilizou do fato de um colega de trabalho do síndico ter falecido na sua frente, para acusá-lo de omissão de socorro, afirmando que naquela situação “não agiu, porque agora estava querendo dar uma de “machão””.

Neste contexto cabe destaque o respeito mútuo, o qual deve prevalecer em todo conflito. O síndico não é empregado dos moradores, e mesmo que o fosse não tem a obrigação de aceitar ofensas a bel prazer. Em decisão recente, que foi publicada na edição n° 6.678 do Diário da Justiça Eletrônico (pág. 27), em que o morador foi condenado a indenizar o síndico em R$5.000,00 (cinco mil reais) por ter sido acusado de crime de desvio de dinheiro, fato que não ocorreu.

O regimento interno aliado à convenção condominial e ao Código Civil são os documentos que regulamentam as normas a serem cumpridas por todos os moradores. Tais regras são criadas para que a convivência seja harmônica entre os vizinhos, o que não impede o surgimento de diversos conflitos, devendo o síndico se cercar de pessoas capacitadas e de muito bom senso, para lidar com os problemas do dia a dia. É importante também que os moradores procurem se informar das normas internas, as quais não são criadas pelo síndico, mas pela construtora/empreendedora, a fim de que estejam cientes do que irão enfrentar ao escolher viver em comunidade.

Em nossos artigos vamos abordar as “histórias reais”, conflitos, dificuldades, necessidades, sempre pregando o diálogo, a comunicação não violenta e o bom senso como ferramenta primordial para uma boa gestão condominial.

Maryah Bruno Carvalho Gomes é Bacharel pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG) e especialista em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho, Pós graduada pela Instituição Damásio de Jesus.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ. O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia