JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 03 de agosto de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Ana Rita Gomes

Sentimento de culpa é substituto da ação

“Quem sente culpa não faz nada, permanece passivo." (Bert Hellinger)

Quem se culpa tende a se vitimizar e, consequentemente, não sai do lugar. Quando erramos, e muito diferente de assumirmos nossa responsabilidade, nós nos culpamos, não temos condição alguma de lidar com aquilo de forma assertiva. Ficamos nos arrastando diante do erro, sem nada conseguir fazer a respeito.

Quem se culpa espera sempre uma espécie de "libertação" através do olhar do outro. Como se esse outro tivesse a capacidade de nos tirar o peso da culpa sobre os ombros. "Você não precisa se culpar dessa forma! Eu te desculpo!" Assim permanecemos na inércia, porque ninguém tem essa capacidade. Quando, finalmente nos responsabilizamos, nós mesmos tratamos de nos desfazer desse peso e então seguimos mais fortalecidos em direção à mudança.

Troquemos a culpa pela responsabilidade. Somente assim, quando eu me responsabilizo, de forma adulta e consciente, me permito lidar com a situação de frente, sair desse estado de passividade. Não mais me permito continuar imerso em um estado de vitimização que apenas me enfraquece e paralisa.

Ana Rita Gomes é psicóloga, aprendiz da vida e a serviço da luz, autoconhecimento e transformação. Consteladora Familiar - em formação

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ. O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia