JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 16 de maio de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas.

Outros Articulistas

Tem dias que... não sei, estranho, como são estranhos

Hoje é um desses, trabalhei muito, ralei, suei, e, quando entrei em casa, tudo mudou. O cara cansado, sem forças para nada, de repente se transformou. Não sei o que aconteceu, porém,

é tudo culpa sua.

Fechei a porta e você me olhou como na primeira vez que me fez homem, ante uma mulher que deseja amar. Seu olhar tinha alguma coisa safada, pecadora. Seu sorriso dizia algo assim: vem que eu vou fazer você gemer sem sentir dor.

Ai ai ai ai aiiiiiii... fiquei com um medo excitante.

Tudo bem, enfrentei a fera que é você, fogosa, toda gostosa, fez coisas que, olha, não sei explicar como renasci depois deste dia.

Bom, acho que estou viciado em você. Estava relembrando, sou maluquinho por ti. Quando você sorri daquele jeito que nos põem para cima, o chão treme, é de tirar o ar.

Safada, rebola, pula, me aperta, beija, suga todo eu. Então, abatido, ronrono em seus braços e abraços.

Noutro dia, acordo agarradinho, de conchinha, como o homem mais feliz da Terra. E vou encarar mais um duro dia de vida.

Ok, vou feliz, afinal, há anos eu renasço todos os dias, nos braços de quem me ama.

Todas as noites.

O poeta do lago - Blog, Instagram: UtopiaXrealidade

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ. O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia