JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 16 de outubro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Reginaldo Baleia Leite

É polêmico

Assunto polêmico

Existe há tempos um assunto que sempre causa grande polêmica. Quem manda mais no esporte motorizado? O piloto ou o carro? Na F1, posso afirmar com certeza, que o carro é mais importante que o piloto.

Deixando claro que na F1 em equipes de ponta não existem pilotos ruins ou pagantes. Por sorte, raramente existem dois pilotos bons em uma mesma equipe. E, quando isso acontece, normalmente a equipe se perde e aí escolhem um para ganhar.

Superior. Atualmente a Mercedes manda na categoria. E tinha em Rosberg seu grande vencedor. E quando Lewis Hamilton foi contratado para dividir a equipe com o alemão os dois meio que estavam em igualdade dentro da equipe.

Na real. Mas como o tempo é um senhor remédio, a verdade logo apareceu. Lewis vem massacrando o companheiro de equipe. Isso às vezes incomoda alguns torcedores. Acho eu que a maneira de ser do inglês fora das pistas não atrai muitos fãs.

Contra. E tem também o lance de ele não ser branquinho, como sempre foram os campeões da categoria. Noto que em muitas conversas descontraídas com amigos, esse lance é pertinente juntamente com a maneira de ser do inglês em seu visual.

Extravagante. Visual este que também não agrada o Sir Verme Ecclestone. E isso conta muito contra Lewis, ter Ecclestone como desafeto é senhor problema no circo.

Voltando ao ponto. Voltando ao assunto com o qual comecei esta coluna, carro ou piloto, é certo que o carro representa cerca de oitenta por cento do resultado final. Porém, os grandes sempre acham uma maneira de se sobressair quando ainda estão competindo com carros inferiores.

Exemplo.
Sempre tivemos bons exemplos assim. Mas o que mais mexe com os brasileiros é o GP de Mônaco, de 1984, quando Senna, com um carro fraco e sob a chuva destronou os que tinham os melhores carros na época. Ou, ainda, Stewart, em Monza, em 1965, numa das corridas mais disputadas da história.

Trio.
Nos dias de hoje tenho certeza de que se Vettel ou Alonso estivessem com uma flecha de prata nas mãos, seriam superiores na categoria. Só que não poderiam ser companheiros de equipe. Assim como Lewis não poderia dividir a equipe com qualquer um dos dois.

Egoístas. Esses pilotos são ótimos, mas não podem ter concorrência dentro de suas equipes. Por que aí a situação se perde. Eles são egoístas nesse quesito. Não aceitam dividir com ninguém. Sempre acham uma maneira de ocupar seu espaço. E muitas vezes jogam sujo para se impor.

Outro lado.
Por outro lado, já vimos pilotos fracos ganharem por ter o melhor carro e serem regulares. Button é um deles. Damon Hill também figura nesta lista.

Concluindo. O carro é que tem mais poder na atualidade. Porém, os pilotos de grande nível conseguem mostrar seu talento mesmo em carros inferiores. Ou seja, um grande piloto nunca vai ser campeão com um carro fraco. Mas um piloto médio com um grande carro pode ser campeão.

Programação do GP de Singapura
3º - Treino – sábado – 07:00 
Classificação - sábado- 10:00
Corrida – domingo – 09:00 
Reprise – domingo – 22:00 

Uma ótima semana!

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia