JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 18 de maio de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Guido Bilharinho

Iná de Sousa e a Revista Graça e Beleza

Realizações das mais importantes ocorridas em Uberaba constituíram a edição da revista Graça e Beleza e a participação nela da jornalista e cronista Iná de Sousa.
 
Figura singular, personalidade marcante, atuação incisiva na vida da cidade, Iná de Sousa destacou-se na época e se distinguiu de suas contemporâneas pelo descortino, atividades, posicionamentos e independência.
 
Esfuziante de vida e dotada de percepção e dinamismo incomuns e patente exuberância intelectual, representou diferencial feminino e cultural na cidade.
 
Dirigiu e escreveu não apenas na Graça e Beleza, mas, atuou profissionalmente no jornal de sua família, O Triângulo, onde, além de tudo, manteve sessão permanente de crônicas, em parte enfeixadas, posteriormente, no livro Fragmentos (1958).
 
Intelectual, jornalista, cronista e radialista, por sua postura, atitudes e atividades, sempre despertou a atenção e cada vez mais vem sendo objeto de interesse e estudo.
 
No livro Iná de Sousa e a Revista Graça e Beleza (constante do blog bibliografiasobreuberaba.blogspot.com.br), são acolhidos e reunidos ensaios e artigos atinentes a ela e à revista que demonstram a persistência desse interesse e os diversos aspectos em que se desdobram as pesquisas, as análises e os estudos que as contemplam, desde apanhado geral em notável reportagem (Jorge Alberto Nabut), passando pelo posicionamento pessoal de Iná (Ani e Iná Bittencourt), pela entrevista de Iná (Ataliba Guaritá Neto), pelo texto sobre a revista (do livro Periódicos Culturais de Uberaba) e pela análise do livro de crônicas de Iná (Santino Gomes de Matos), pelo artigo sobre acusação de plágio por Ibrahim Sued (André Borges Lopes), até atingir dois importantes ensaios acadêmicos publicados originalmente na revista eletrônica do Curso de Letras da UFTM, InterteXto vol. 9, nº2 (2016): “A Construção da Memória e o Lugar da Mulher na Revista Graça e Beleza” (Deolinda de Jesus Freire e Elenice Israel da Silva), cujo objetivo, “a partir da análise comparativa dos textos de Iná de Sousa e de José Mendonça publicado na revista Graça e Beleza [...] é compreender a construção da memória e a repetição de lugares comuns referentes ao universo feminino e masculino na cidade de Uberaba na década de 40”, e, ainda, “Análise Lexical: A Imagem da Mulher na Revista Feminina Graça e Beleza” (Iara Aparecida Garcia e Juliana Bertucci Barbosa), que, analisando a matéria publicada na revista, tem preocupação de “entender como as mulheres da década de 40 eram retratadas nessa revista de uma cidade do interior” para isso examinando “o léxico empregado, especificamente substantivos, que se referem à mulher daquela época”. 
 
** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ. O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia