JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 31 de maio de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

SOBRE RODAS

Montadoras entram na luta contra o Coronavírus fazendo doações e fabricando respiradores

Confira a seguir como as fabricantes estão ajudando no combate ao Coronavirus aqui no Brasil e países da América Latina

05/04/2020 - 00:00:00.

FCA - FIAT CHRYSLER AUTOMOBILES
A FCA - Fiat Chrysler Automobiles - está construindo hospitais de campanha em Minas Gerais e também em Pernambuco. Sua assessoria informou que vai doar milhares de máscaras, macacões de proteção, luvas e álcool em gel e está ajudando na manutenção e produção de ventiladores pulmonares e respiradores (foto acima). Além disso, a empresa vai ceder o terreno do Fiat Clube, em Betim (MG), para a construção de um hospital de campanha. Lá serão instalados 200 leitos. Em Goiana (Pernambuco), a montadora irá construir outro hospital de campanha, com capacidade para 100 pacientes.

HYUNDAI
A marca coreana criou o Transporte Solidário, que vai disponibilizar os carros de test-drive das concessionárias para levar as pessoas até o destino gratuitamente. O pedido do veículo pode ser feito por telefone, de segunda a sexta, das 8h às 18h e pode ser agendado pelo telefone 0800 772 1717. Os carros e os passageiros serão higienizados a cada corrida. A fabricante espera colocar mil carros à disposição de idosos e profissionais da saúde. Na fábrica de Picacicaba (São Paulo) será produzido cerca de 100 protetores faciais, usando impressoras 3D.

GENERAL MOTORS
A montadora quer reparar todos os aparelhos respiradores que puder. Todas as fábricas do país estão sendo adaptadas e os funcionários recebem treinamento. Segundo foi apurado, o objetivo é ter pelo menos uma equipe em cada localidade. Também cestas básicas, produtos de higiene e limpeza serão doados pela GM nas comunidades que surgiram ao redor das fábricas de São Paulo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A empresa também está doando óculos de proteção para médicos da rede pública de Gravataí (RS), Joinville (SC) e São José dos Campos (SP).




FORD
A Ford vai produzir pelo menos 50 mil protetores faciais em suas fábricas de Camaçari (BA) e General Pacheco, na Argentina. As máscaras são feitas com lâmina de acetato e, segundo a empresa, fazem parte dos itens de proteção individual (EPIs) mais requisitados por profissionais da saúde.

A Cruz Vermelha, inclusive, receberá alguns veículos da Ford para o transporte de suprimentos e equipes. A medida não contempla apenas o Brasil, mas também Argentina, Chile, Colômbia e Peru.

HONDA MANAUS
A fábrica de motos da Honda em Manaus, em parceria com a Universidade do Estado do Amazonas, vai fabricar protótipos de respiradores mecânicos para os hospitais do estado.

VOLVO

A equipe de engenharia da Volvo vai desenvolver, com apoio dos governos e empresas europeias, chinesas e norte-americanas, tecnologias online de informação para ajudar a salvar vidas e empresas durante a pandemia.


RENAULT

Renault também vai ajudar a recuperar os respiradores fora de uso e vai consertar 11 ambulâncias (foto acima) do Corpo de Bombeiros do Estado do Paraná que atualmente estão quebradas, além de realizar a manutenção preventiva em outras 23. O trabalho vai contar com a mão de obra das concessionárias e o fornecimento de peças da própria Renault.

SCANIA
A Scania também vai produzir máscaras e consertar respiradores. De acordo com a marca serão usadas cinco impressoras 3D.

PSA - PEUGEOT CITROËN
A PSA vai produzir protetores faciais em Porto Real (Rio de Janeiro). Com o sinal verde da diretoria, e uma parceria com a Fablab, uma escola-laboratório, a produção já teve início.

VOLKSWAGEN
A Volks vai doar 2 mil máscaras do tipo PFF-2 para as prefeituras de São Bernardo do Campo, Taubaté, São Carlos (SP) e São José dos Pinhais (PR), cidades onde a Volks tem fábricas. Ela também vai colocar a disposição 100 veículos para as cidades, e também para o governo do estado de São Paulo. O objetivo é que os automóveis sejam usados para deslocamento de médicos e enfermeiras, bem como transporte de medicamentos e equipamentos de saúde.

 

MERCEDES
A Mercedes-Benz em parceria com o Instituto Mauá de Tecnologia e profissionais de áreas médicas da montadora, está desenvolvendo respiradores. Eles serão produzidos usando peças da indústria automotiva.

Também em parceria com o Instituto Mauá de Tecnologia e com a Universidade de São Paulo de São Carlos, a Mercedes desenvolveu máscaras de proteção facial e serão fabricadas usando impressoras 3D da empresa.

TOYOTA
A Toyota irá doar 4 unidades da Hilux, convertidas para ambulância, além de 30 mil frascos de álcool em gel para o governo do Estado de São Paulo. Com a produção da picape Hilux e do SUV SW4 paralisada a unidade industrial deverá fabricar componentes para respiradores artificiais.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia