JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 11 de julho de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

SOBRE RODAS

Venda de novos desaba e muitos já consideram o ano de 2020 perdido

Sob efeito da pandemia, as montadoras fecham fábricas e revendas deixam de fazer negócios. De um dia para o outro, mais de 1.200 carros deixaram de ser comercializados.

25/03/2020 - 09:56:49. Última atualização: 25/03/2020 - 09:57:54.

 
O destaque do mês nestes primeiros vinte dias de março foi o T-Cross, que não só lidera entre os SUVs como já deixou o Polo para trás e só perde para o Gol como o VW mais vendido.


Pelo Brasil o mercado de automóveis 0 km já começou a sentir os efeitos do isolamento social em virtude da pandemia do coronavírus. A crise chegou rapidamente ás revendas brasileiras porque na última sexta-feira dia dia 20 de março foram vendidos 6.970 unidades contra 8.230, um dia antes, 19/03 – quinta-feira. De um dia para o outro houve uma queda de 1.260 carros comercializados.

ADEUS 2020
Com estes números fica bem claro que a recuperação dos negócios prevista para este ano nem esta sendo mais cogitada e muitos já dão o ano como perdido. Na verdade, não existe um prazo para que tudo volte á normalidade porque as fábricas de automóveis já anunciaram a suspensão da produção por duas semanas, o que afetará inclusive alguns lançamentos previstos para os próximos meses.

ADIAMENTO
Segundo o site “motor1.com”, a Fiat já anunciou o adiamento da estreia da nova geração da Strada (seria em abril), a Volkswagen deixou o Nivus para o segundo semestre (era maio) e outras marcas podem fazer o mesmo, como a Nissan com o novo Versa (era junho) e a Peugeot com o novo 208.

 

 

 


 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia