JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 17 de setembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

SOBRE RODAS

Coluna do Baleia: A magia está de volta

SPA FRANCORCHAMPS é tudo de bom para quem sabe e gosta de pilotar

31/08/2019 - 00:00:00.

Depois de um breve período, o circo da F1 estará de volta neste fim de semana. E logo na melhor pista do campeonato. Spa-Francorchamps é um divisor de águas na cabeça dos pilotos. Boa parte deles chega à Bélgica com a cabeça tranquila. Já a maioria se mostra inquieta.

SPA FRANCORCHAMPS é tudo de bom para quem sabe e gosta de pilotar. Tem uma velha frase no paddock que diz: “Spa é a pista que separa homens dos meninos”.

Martírio. Ficar tantos dias sem ter uma etapa é quase um martírio para quem gosta. Na verdade, quando acontece uma etapa, isso gera um turbilhão de ações e fatos durante semanas. E tudo que envolve esse mundo é discutido e comentado por várias pessoas e profissionais do ramo, cada qual com suas perspectivas, gerando comentários, mentiras e notícias que se estendem por vários dias.

Mágico.
Esse traçado tem uma mística e uma mágica que agrada a todos aqueles pilotos que sabem como tocar um bólido. E, também, fazem parte da etapa as variações climáticas, que sempre influenciam no resultado. É a etapa mais seletiva de todas.

A mais. Esse traçado mágico tem várias curvas desafiantes e famosas. Porém, a mais falada e comentada é a Eau Rouge, que é feita há mais de 290 km/s e com pé no fundo para quem tem um carro equilibrado e está com o braço em dia.


Eau Rouge, curva mais desafiante do calendário

Diversidade. Há outras curvas famosas neste belo e velho traçado. A primeira curva do traçado é a La Source, que na verdade é mais um cotovelo no fim da reta de largada. É lá que acontecem várias situações complicadas. Depois aparece a descida da Eau Rouge, seguida da Raidillon. Depois de muito pé no fundo, vem a Les Combes. A Rivage é outra curva que exige muito dos pilotos e carros. Depois de afundar o pé novamente, vem a Blanchimont e, por fim, a Bus Stop, que hoje é conhecida apenas como chicane. Ao todo são 19 curvas.

Pressão. A equipe vermelha sofre com as cobranças dos Tifoses, que esperam que o jejum de vitórias seja cessado em Spa. A última vitória da equipe foi justamente na Bélgica, no ano passado, com Vettel. É certo que o carro vermelho é o melhor de velocidade em retas, porém, Mercedes e Red Bull têm lá suas armas, que praticamente anulam a vantagem dos italianos.

Rapidinhas. Valteri Bottas conseguiu renovar com a Mercedes e, assim, as esperanças do francês Esteban Ocon de conduzir o carro prateado acabaram. * Aproveitando-se do não dos alemães, a Renault, enfim, conseguiu trazer o compatriota para a equipe. Ocon ficou uma temporada na geladeira, ou melhor dizendo, no simulador. * Hülkenberg está a pé no momento. Porém, acho que ele cairia como uma luva para a Haas. * A corrida de estreia de Alex Albon na Red Bull será largando no fundo do grid. A Honda vai trocar sua unidade de força. Não é a estreia dos sonhos, ainda mais para quem tem como chefe Helmut Marko.

Programação do GP da Bélgica
• Sábado – Treino Livre 3 – 7h – SPORTV2
• Sábado – Classificação – 10h – SPORTV2
• Domingo – Corrida – 10h10 – GLOBO

Ótimo fim de semana.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia