JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 18 de setembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

SOBRE RODAS

Hilux e Cruze recebem nota máxima do Latin NCAP

O destaque foi para a segurança dos adultos do sedan Chevrolet Cruze, que pela primeira vez conseguiu cinco estrelas

24/08/2019 - 00:00:00.

Foto/reprodução


Tanto Toyota Hillux (foto acima) quanto o sedan Chevrolet Cruze (foto abaixo) receberam 5 estrelas para segurança dos adultos do Latin NCAP

 O Latin NCAP divulgou, na semana passada, mais uma bateria de testes de impacto da picape Toyota Hillux, SW4, Chevrolet Cruze e Nissan Frontier. O destaque foi para a segurança dos adultos do sedan Chevrolet Cruze, que pela primeira vez conseguiu cinco estrelas.

TOYOTA

A Toyota ganhou, com méritos, a nota máxima do padrão de segurança para adultos e crianças ao alcançar cinco estrelas, conferidas pelo Programa de Avaliação de Carros Novos para a América e o Caribe de seus veículos Hillux e SW4. Produzidos a partir de 1º de julho de 2019, ganharam Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) e sete airbags como equipamento padrão: três frontais, dois laterais de corpo e dois laterais de cortina.

CHEVROLET CRUZE

Outro fato que merece destaque é o sedan Chevrolet Cruze ter se tornado o primeiro modelo da montadora a alcançar a marca de cinco estrelas na proteção de adultos e quatro estrelas na proteção de crianças. O Cruze não conseguiu a nota máxima de proteção dos ocupantes crianças porque a sinalização do Isofix não atende aos requisitos do Latin NCAP e a proteção oferecida ao dummy de três anos no impacto frontal precisa ser melhorada.

NISSAN FRONTIER

A picape Nissan Frontier cabine dupla, produzida na Argentina e no México, também foi avaliada. Ela recebeu quatro estrelas para proteção dos ocupantes adultos e crianças. Com dois airbags frontais e ESC de série, a estrutura foi classificada como instável. Outro fator negativo da Frontier foi a falta de proteção lateral para a cabeça como item de série, o que impediu o veículo de ser avaliado no impacto lateral de poste. A falta de possibilidade de desconectar o airbag do passageiro também limitou o veículo a obter uma pontuação mais alta, resultando em uma proteção de quatro estrelas.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia