JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 22 de agosto de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

SOBRE RODAS

Coluna do Baleia: GP da Rainha - A alegria da galera sisuda

Bottas mostrou a Lewis e a seus patrões que ele pode ser um páreo duro, quando não há jogo de equipe

20/07/2019 - 00:00:00.

O GP inglês foi outra grata surpresa, com belas disputas e fortes emoções. Depois do marasmo da etapa francesa, vimos uma ótima corrida na Áustria e tudo indicava que a etapa inglesa seria tão insossa como a de Paul Ricard. A Mercedes dominou como já era esperado, porém houve uma surpreendente disputa entre seus pares. Bottas mostrou a Lewis e a seus patrões que ele pode ser um páreo duro, quando não há jogo de equipe.

Dolorido. Porém não adiantou de nada a garra do finlandês. Todos falam em sorte de Lewis e realmente ele estava na hora certa e momento certo na entrada do carro de segurança. Estranhamente, até agora ninguém explicou por que não pararam Bottas em seguida. Mesmo entrando depois quando a corrida se iniciasse ele estaria em segundo e grudado no companheiro. E aí veríamos outra bela disputa, mas Toto Wolff não quer isso.

A desculpa. Ah!!! É porque Bottas já havia parado. Verstappen também havia feito sua troca, e a Red Bull fez outra na hora do Safety Car, e ele tinha tudo para se dar bem se não fosse atropelado. Ricciardo também havia parado antes e fez outra troca com a entrada do Safety.

Descaradamente. Se os alemães disfarçadamente mostram que sempre favorecem Lewis na Ferrari, o contrário acontece com os italianos que não estão nem aí e deixam Leclerc no terceiro plano. Em dez etapas desprezaram o jovem em cinco, para favorecer o alemão.

Chumbo grosso. A grande mídia italiana (Corriere della Sera já no domingo, La Gazzetta dello Sport, 17/07), não perdoou a equipe vermelha e nem Vettel. Estão crucificando ambos. Já o La Repubblica foi mais enfático: "Há algum tempo, Vettel não se parece com um tetracampeão, enquanto isso, o pequeno príncipe Leclerc foi o piloto do dia". Uma grande verdade. Na Ferrari sempre acontece algo quando essa turma se enfurece.

Garra. Certamente os melhores momentos da etapa foram os embates entre Leclerc e Verstappen, sem querer desprezar a ótima atuação de Bottas ao se defender de Lewis. Os dois nos remeteram aos bons tempos da categoria. Leclerc se mostrou técnico e arrojado. Já Max é o arrojo puro e em estado puro. Porém, assim como na Áustria, quando a imagem é da câmera interna, podemos ver Max mandando pra cima do adversário. Seria uma versão nova do dono do Muttley.

Galera do meio. Em uma corrida, depois de passar os carros das três grandes, é onde acontecem as melhores disputas, onde os carros são mais parelhos. McLaren, Renault, Alfa Romeu, Racing (India) Point e, às vezes, Haas. Ricciardo brigou a corrida inteira com as Mclarens e, novamente, Sainz Jr. realizou outra ótima corrida. Nesse pelotão, a vida é dura, porém prazerosa de ver. Pena que a transmissão perde muitas disputas.

Estranho. O palco era a legendária pista de Spa Francorchamps na temporada passada, mas precisamente na grande subida Kemmel Straight, no início da corrida, Lewis Hamilton é ultrapassado por Vettel sem a ajuda do DRS. Após a corrida, Lewis declarou: “Fiz o que era possível e acho que eles (Vettel/Ferrari) têm alguns truques no carro”. Posteriormente amenizou dizendo que “todos nós temos alguns truques”.

No mesmo dia, Toto Wolff caiu em cima dos engenheiros da FIA. Já na corrida seguinte, a FIA instalou alguns sensores de medições no carro da Ferrari. Porém, nunca vimos a FIA fazer algo parecido nos carros dos alemães. E, estranhamente, na única vez que os italianos superaram os germânicos, tudo foi feito para que a hegemonia alemã não acabasse.

* Vale lembrar que esse regulamento da era híbrida foi feito pela FIA, mas com a orientação técnica dos engenheiros da Mercedes. Nesse mato tem coelho. E se não me engano essa foi a última vitória dos italianos. Vettel também ajudou nessa estatística, pois cometeu algumas falhas em corridas quase ganhas.

Um ótimo fim de semana!!!

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia