JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 19 de outubro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

A importância da rede de apoio emocional no combate à depressão

Especialista defende a busca pelo apoio psicológico para cuidar da saúde mental

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

22/09/2021 - 16:51:51. Última atualização: 22/09/2021 - 19:23:37.

Diante do cenário inédito para a população mundial, em meio às mudanças provocadas pela pandemia, muitos sentimentos ganharam espaço na vida de indivíduos que alteraram sua rotina de forma brusca. As alterações psicológicas, em muitos casos, passaram a fazer parte da realidade das pessoas. Entendendo que, em algumas situações, estas mudanças podem gerar problemas de saúde, como a depressão. Especialistas alertam para a importância de se ter uma rede de apoio para preservar a saúde mental.  

Para que se busque um tratamento adequado, é importante estar atento aos sinais que o corpo dá. Por isso, o neuropsicólogo do Sistema Hapvida, Dr. Carol Costa Júnior, destaca os possíveis sintomas que merecem atenção. "Estamos vivendo uma grande explosão de depressão, ansiedade, síndrome do pânico, de uma melancolia e uma tristeza profunda, de desapego e de introspecção. Por isso, é importante ficar atento aos sinais e sintomas. A partir do momento em que a gente começa a ter dores físicas (que são dores psicossomáticas), insônia, sudorese, tontura, tristeza profunda, já não quer mais fazer as atividades prazerosas, precisamos sim contar não só com a nossa luta interna mas também com uma rede de apoio”, alerta o especialista.

Júnior também destaca o acontecimento inédito, que é a pandemia, como um fator que traz mudanças significativas para a mente humana. Por isso, o especialista defende que, mesmo à distância, as pessoas próximas estejam interligadas, para que possam se apoiar quando necessário. “A humanidade passa agora por uma situação muito complicada não só no sentido emocional, mas no sentido de funcionalidade. Nunca imaginávamos que poderíamos passar por uma situação com esta, porém muito veio à tona como as doenças emocionais”, completa.

Para além do apoio de pessoas próximas, a busca por tratamento especializado é essencial. Por este motivo, o neuropsicólogo finaliza reforçando a importância do atendimento adequado. “Procure um psicólogo, ele tem conhecimento e as ferramentas necessárias para te ajudar. Não deixe de buscar ajuda, não entre nessa cultura de que ‘eu posso dar conta sozinho’. As doenças da mente estão aí, e precisamos sim estar unidos e termos um apoio muito grande para lutar contra esse mal que afeta a humanidade”.

Sobre o Sistema Hapvida

Com mais de 7,1 milhões de clientes, o Sistema Hapvida hoje se posiciona como um dos maiores sistemas de saúde suplementar do Brasil presente em todas as regiões do país, gerando emprego e renda para a sociedade. Fazem parte do Sistema as operadoras do Grupo São Francisco, RN Saúde, Medical, Grupo São José Saúde, Grupo Promed além da operadora Hapvida e da healthtech Maida. Atua com mais de 37 mil colaboradores diretos envolvidos na operação, mais de 15 mil médicos e mais de 15 mil dentistas. Os números superlativos mostram o sucesso de uma estratégia baseada na gestão direta da operação e nos constantes investimentos: atualmente são 47 hospitais, 199 clínicas médicas, 47 prontos atendimentos, 172 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial.

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia