JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 19 de setembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

UTI: por que se especializar em terapia intensiva?

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

23/07/2021 - 11:04:43.

 

Imagem de sungmin cho por Pixabay

Muito tem se falado em UTI, principalmente em razão da pandemia do novo coronavírus e da necessidade de tantos pacientes passarem pela terapia intensiva. Essas pessoas normalmente se encontram em estado grave e a situação se torna ainda mais delicada em relação ao tratamento a ser aplicado.

Não à toa, os profissionais que exercem essa função precisam de preparo especializado, já que é essencial estar apto para agir com intervenções rápidas que contribuam para a recuperação dos internados.

Além disso, o papel da equipe de profissionais que atua no tratamento do paciente crítico tem impacto direto na redução do tempo de internamento, melhora da funcionalidade, na qualidade do acompanhamento prestado e na preparação de familiares para à continuidade do tratamento após a alta hospitalar.

O mercado de trabalho exige um profissional qualificado e que se mantenha atualizado para promover um atendimento com qualidade nas Unidades de Terapia Intensiva – UTI.

Quem escolhe essa área precisa desenvolver competências que permitam atuar de forma diferenciada e precisa, portanto, é importante investir em um curso de terapia intensiva – UTI que proporcione conhecimentos para identificar e caracterizar os aspectos estruturais desse ambiente, associando os aspectos humanos e tecnológicos, prestando uma assistência com qualidade garantindo a segurança do paciente.

É importante também que, tanto os médicos intensivistas, quanto os especialistas em áreas relacionadas à terapia intensiva estejam atualizados e certificados com as melhores práticas, independente do segmento - Perioperatório, Obstetrícia, Respiratório, de Hematologia, Reposição volêmica, Politrauma, entre outros.

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia