JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 23 de setembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Cromoterapia equilibra corpo e mente através das cores

Na técnica de aplicação de luz com lâmpadas coloridas, a cor é estabelecida de acordo com o tratamento buscado. Mas Nilda destaca que este é um tratamento complementar.

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

Última atualização: 03/08/2010 - 11:55:18.

A Cromoterapia utiliza a cor para estabelecer a harmonia do corpo, da mente e das emoções. Se houver desequilíbrio, as doenças vão se refletir no nosso corpo físico e adoeceremos. Atualmente, estudos revelam qual a cor mais adequada para ambientes de estudo, de trabalho, ou hospitais. Até nas propagandas o uso de cores é estudado. Dependendo do objetivo a que se quer chegar, o público alvo é o produto. Mas muitos se perguntam, é verdade? A terapeuta alternativa Nilda Valeriano responde que sim.

Na técnica de aplicação de luz com lâmpadas coloridas, a cor é estabelecida de acordo com o tratamento buscado. Mas Nilda destaca que este é um tratamento complementar. “Percebemos a utilidade das cores, mas é bom saber que não podemos desacreditar da medicina terrestre. Esta é apenas uma terapia complementar, que favorece a ação do tratamento médico convencional”, afirma.
 
A terapeuta alternativa revela que, com o uso correto, as cores atuam no funcionamento da saúde física e mental, assim como o uso inadequado pode ter efeito inverso. “Pessoas usam determinada cor em casa, com luzes, pintam a parede do quarto ou da sala, mas sem ter conhecimento, o que é um risco.

O vermelho, por exemplo, nem é usado na cromoterapia, pois é abortivo”, alerta Nilda.
 
Entre as cores utilizadas na cromoterapia, a luz azul é a que atua mais especificamente em problemas musculares e de articulações. O azul, verde e rosa atuam no sistema nervoso central. A aplicação de luz amarela é fundamental para o tratamento do fígado, enquanto a verde é ideal para combater os sintomas de infecções. “Atua em todas as doenças, desde o diabetes até varizes, câncer, emagrecimento. Também é utilizada no tratamento de dependentes químicos, álcool e drogas, mas há um processo”, explica.
 
Para Nilda Valeriano, as cores somente atuam de forma positiva no corpo se a alimentação for balanceada e natural. “Como coadjuvante do tratamento, a alimentação natural tem sua devida importância na harmonização do nosso sistema”, frisa a terapeuta alternativa. Para isso, devemos selecionar alimentos que têm a cor relacionada com o nosso tratamento cromoterápico. Se estivermos tratando com a cor amarela, por exemplo, é indicado ingerir mais alimentos com essa tonalidade.

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia