JM Online

Jornal da Manhã 50 anos

Uberaba, 10 de agosto de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

SAÚDE

Continua depois da publicidade



Como proteger pessoas idosas de quedas?

Adotar atitudes preventivas no cotidiano da pessoa idosa pode evitar traumas e fraturas

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

26/07/2022 - 17:34:34.

Nos primeiros anos de vida, o início das habilidades motoras de uma criança passa pelo processo de aprendizagem para andar. Esta fase quase sempre é acompanhada de alguns tombos, que ajudam no desenvolvimento do equilíbrio da criança. Com o passar dos anos e maturidade da formação locomotora, tropeçar ou até mesmo cair, consiste, na maioria das vezes, em situações corriqueiras e pontuais. Mas para a terceira idade, dentro do processo natural de envelhecimento do corpo e o declínio dos reflexos, o desequilíbrio e eventuais quedas, podem ser mais frequentes e comprometer a independência do indivíduo.

Nesta semana dedicada aos avós, especialistas lembram da importância de se adotar algumas medidas, principalmente no ambiente de casa, a fim de garantir qualidade de vida e tranquilidade ao idoso. O coordenador dos médicos da família do Sistema Havida/RN Saúde, Bruno Sampaio, elenca atitudes preventivas em relação aos riscos de queda. “Trata-se de medidas simples que, se implementadas no cotidiano do idoso, inibem as possibilidades deste tipo de acidente como, por exemplo, reduzir a utilização de tapetes nos espaços; instalar corrimãos em banheiros e outros cômodos da casa; evitar o uso de chinelos e sandálias baixas; e utilizar andadores e bengalas, o que depende do nível de limitação da pessoa idosa,” afirma.

De acordo com o Ministério da Saúde, estima-se que no Brasil um em cada três idosos com mais de 65 anos sofreu alguma queda. Segundo o mesmo levantamento, pelo menos um a cada 20 que passaram por tal situação, sofreu uma fratura ou necessitou de internação. Dentre os idosos com 80 anos ou mais, 40% caem a cada ano.

Sampaio lembra que ao passar por algum tipo de intercorrência, o idoso deve receber uma atenção especial. “É necessário e importante buscar ajuda profissional de saúde, para identificar se houve ou não fraturas. É preciso cuidar também do aspecto psicológico e da segurança deste idoso”, complementa o especialista.


Sobre o Sistema Hapvida

O Sistema Hapvida é a maior rede de saúde integrada do país em número de beneficiários, nos segmentos de saúde e odontologia. Em 2022, a combinação de negócios do Hapvida com a NotreDame Intermédica (NDI) resultou na criação de uma das maiores operadoras de saúde verticalizadas do mundo, com cerca de 15 milhões de clientes e 18% de participação de mercado em planos de saúde.
Tanto o Hapvida quanto a NDI participaram intensamente da consolidação do mercado de saúde nos últimos anos através de uma combinação de crescimento orgânico e aquisições. A companhia possui mais de 68 mil funcionários, cerca de 27 mil médicos e 28 mil dentistas.

Com o objetivo de garantir o acesso a saúde de qualidade a um custo eficiente, a empresa comercializa planos de saúde e odontológicos e presta serviços através de rede assistencial própria composta por 85 hospitais, 77 prontos atendimentos, 318 clínicas médicas e 269 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial. Para mais informações, acesse: hapvida.com.br e ri.hapvida.com.br.

 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia
Fechar