JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 04 de agosto de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

SAÚDE

Como o bruxismo pode afetar sua qualidade de vida

03/07/2020 - 16:52:30.

O bruxismo é uma desordem funcional pouco falada mas muito comum entre pessoas de diversas idades. Quer saber como preveni-lo, quais são os sintomas e se existem tratamentos? Veja agora! 

Rotina longa e estressante, noites mal dormidas, alimentação baseada em poucos nutrientes e minerais, falta de exercícios físicos e tantas outras formas de negligenciar a saúde, é assim que a maioria dos adultos vive atualmente. 

Além disso, há também a ideia de que só se deve visitar um dentista, nutricionista, médico ou psicólogo quando há algo visivelmente errado com a saúde, mas não é verdade. Afinal, se os sintomas já estão fortes e frequentes é porque já passou da hora de agendar uma consulta. 

Os reflexo desses maus hábitos são inúmeros, mas dois têm sido muito frequentes e até tratados de forma banal, a ligação entre bruxismo e ansiedade. 

Descubra agora como eles afetam sua qualidade de vida e as melhores formas de evitá-los. 

O que é bruxismo?

De acordo especialistas, há dois tipos de bruxismo causados por diferentes patologias e fatores. 

Existe o bruxismo diurno, que é a pressão dentária (sem que a pessoa perceba) quando o paciente está acordado, e há o  noturno, que está ligado ao distúrbio do sono. 

Sendo assim, os sintomas emocionais são causados somente pelo diurno. São eles: 

  • Dor de cabeça frequente;
  • Dor no maxilar ao acordar;
  • Gengiva dolorida pós-sono;
  • Dentes sensíveis. 

O bruxismo é originariamente um distúrbio psicológico que reflete nos dentes, porém o bruxismo dentário pode ser tratado também com a ajuda de um dentista. Por sinal, existem convênios odontológicos que cobrem o tratamento. 

Caso já tenha sido diagnosticado e procura por ajuda, confira o plano dental de melhor preço e cobertura.

Existe tratamento para o bruxismo? 

Especialistas no assunto ainda não descobriram tratamentos efetivos para acabar com o bruxismo em si, mas com os impactos dele na saúde bucal, sim. Ou seja, em caso de desgastes dentários e feridas gengivais consulte o dentista do seu plano odontológico

No que tange o emocional, medicamentos ansiolíticos e medidas preventivas como hábitos alimentares saudáveis e prática de exercícios físicos regularmente são recomendadas pelos profissionais. 

Além disso, a fim de prevenir ou não potencializar o bruxismo: 

Continua depois da publicidade

  • Vá ao dentista regularmente;
  • Use placas de proteção dentária durante o sono;
  • Evite ingerir alimentos mais duros;
  • Não ingira açúcar com frequência.

A relação entre bruxismo e ansiedade

Especialistas no assunto afirmam que a ligação entre bruxismo e a ansiedade se dá por fatores genéticos. 

De forma mais simples e direta, o apertamento desperto está relacionado ao momento emocional de ansiedade e estresse por alteração dos níveis de alguns neurotransmissores e assim, muita tensão acaba indo para as articulações da boca, o que causa uma mordida forte imperceptivelmente e com o tempo agride toda a arcada dentária. 

Para evitar que isso ocorra, atente-se à sua saúde emocional e adote hábitos saudáveis. 

É recomendado praticar atividades que envolvam o gasto de energia física, desse modo o corpo alivia tensões excessivas que muitas vezes são reflexos de “disposição demasiada” e ainda libera endorfina, serotonina e ocitocina, hormônios responsáveis pela sensação de prazer e bem-estar no cérebro. 

Hábitos saudáveis alinhados a um bom plano odontológico e visitas frequentes ao seu médico e nutricionista são complementares ao tratamento e prevenção, ou seja, não devem ser ignoradas em hipótese alguma.

Afinal, é sempre válido lembrar que: nada substitui o acompanhamento profissional com uma visão analítica e precisa de cada situação. 

Alguns psicólogos também recomendam algumas práticas complementares às citadas acima a fim de controlar ou mesmo evitar crises de ansiedade. As principais delas são: 

  • Treinar a respiração profunda;
  • Praticar técnicas de relaxamento;
  • Pensar positivo;
  • Meditar;
  • Ter momentos de lazer;
  • Ter hobbie;
  • Dormir 8 horas por noite;
  • Interagir mais com pessoas;
  • Dentre outras.

Adote hábitos saudáveis para prevenir o bruxismo

Aquele ditado “prevenir é melhor que remediar” apesar de ser bem famoso, está inteiramente correto. 

O bruxismo e ansiedade não são doenças que possuem tratamentos efetivos e cientificamente comprovados como determinadas gripes, por exemplo, em que a pessoa fica gripada, toma um remédio, repousa e fica bem. 

Então, como você pôde acompanhar neste conteúdo, esteja sempre atento à sua saúde e foque em prevenção com práticas diárias, como: boa alimentação, descanso, lazer e claro, visitas ao médico. 

Por fim, nunca deixa de priorizar sua saúde. É por meio dela que se vive uma vida de qualidade e realmente satisfatória. Se sua rotina não permite adotar hábitos saudáveis, convém repensá-la em prol da sua integridade física e psicológica. 

Este conteúdo foi produzido por Ideal Odonto

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia