JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 07 de agosto de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

SAÚDE

Alimentos fortalecem sistema imunológico contra o coronavírus

Para profissionais de referência nacional e internacional, muitas epidemias estão voltando porque há uma pandemia de deficiência de vitamina D

08/03/2020 - 00:00:00. - Por Michelle Rosa Última atualização: 09/03/2020 - 13:42:39.

Foto / Divulgação


Paula Ribeiro chama atenção para a saúde intestinal e uma adequada proteção imunológica

O mundo inteiro está preocupado com a ameaça de uma pandemia do coronavírus, que se originou na China, onde milhares de pessoas já foram infectadas, além do registro de casos pelo mundo todo, inclusive no Brasil, onde já existem alguns casos confirmados e vários suspeitos. Como ainda não existem medicamentos ou vacinas contra o vírus, a busca por medidas preventivas e maneiras de evitar o contágio tem sido cada vez maior por parte da população.

Embora alguns pensem em fortalecer o sistema imunológico em primeiro lugar com medicações e vacinas, especialistas revelam que a resposta para um sistema imune mais forte e apurado pode estar na nossa mesa todos os dias: a alimentação. Segundo eles, estar com o sistema imunológico em dia pode reduzir bastante as chances de ser infectado.

É o que diz a nutricionista Paula Ribeiro, que, quando questionada sobre a importância da alimentação em tempos como este, afirma que a receita é antiga. Ela ressalta, também, que alguns nutrientes são particularmente importantes para o sistema imunológico e que, ao conhecermos os alimentos-fonte desses nutrientes, devemos “incluí-los em nossa alimentação, evitar o excesso de produtos industrializados, refinados e aqueles ricos em gorduras pró-inflamatórias, como a gordura aparente das carnes, dos queijos amarelos e dos embutidos. Desta forma, estamos favorecendo uma dieta anti-inflamatória, antioxidante e imunoestimulante, capaz de, efetivamente, nos proteger”, explica.

Continua depois da publicidade

A nutricionaista ainda chama atenção para a saúde intestinal para uma adequada proteção imunológica. Ela aponta que os probióticos (micro-organismos vivos presentes nos iogurtes, coalhadas, leites fermentados e kefir) e as fibras prebióticas (que favorecem a multiplicação dos micro-organismos probióticos, presentes nos alimentos como o alho, a cebola, a batata yacon, os aspargos, a alcachofra, a banana verde, a raiz da chicória, entre outras fontes), possuem hoje um papel de destaque nesse contexto.

Segundo ela, as bactérias probióticas ocupam os receptores de ligação na mucosa intestinal, formando um tipo de barreira física às bactérias patogênicas. As fibras prebióticas aumentam o número de linfócitos e leucócitos.

“A vitamina D deve estar em nível ótimo. Ela está relacionada a inúmeras funções do nosso corpo e é responsável por garantir o funcionamento do nosso sistema imune inato. Para profissionais de referência nacional e internacional, muitas epidemias estão voltando porque há uma pandemia de deficiência de vitamina D”, conta a nutricionista.

A nutricionista elenca quais alimentos não podem faltar à mesa para o fortalecimento do sistema imunológico. Confira:

  • As frutas cítricas, como laranja, acerola, kiwi, tomate, além de brócolis, couve e pimentão verde e vermelho, por exemplo, são ricas em vitamina C, um antioxidante que aumenta a resistência do organismo. Portanto, vale se alimentar dessas frutas nos intervalos entre as refeições.
  • Os vegetais verde-escuros, como brócolis, couve, espinafre, cogumelo (shimeji) e fígado, são alguns dos alimentos que apresentam ácido fólico. O nutriente auxilia na formação de glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo.
  • Alimentos ricos em zinco combatem resfriados, gripes e outras doenças do sistema imunológico, como é o caso da carne e dos cereais integrais, castanhas, sementes e leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão-de-bico).
  • A noz, castanha, amêndoa e canela são ricos em vitamina E, beneficiando principalmente os idosos, agindo no combate à diminuição da atividade imunológica por conta da idade.
  • O ômega-3 auxilia as artérias a permanecerem longe de inflamações, ajudando a imunidade do corpo.
  • Gengibre, alho, óleo de coco e mel também são frequentemente recomendados para casos de viroses, gripes e afins, pois são anti-inflamatórios e possuem propriedades que fortalecem o sistema imunológico.
  • A cúrcuma (açafrão da terra) é uma grande fonte de antioxidantes e contém propriedades anti-inflamatórias. A curcumina, um dos ingredientes presentes na cúrcuma, é antiviral, antifúngico e protege contra o câncer.
  • Própolis contém compostos com capacidade de alterar e regular o sistema imunológico, além dos benefícios de ser antibacteriano e antiviral. O própolis ativa os passos iniciais da resposta imune, estimulando receptores específicos e a produção de citocinas, que modulam os mecanismos da imunidade.

Ela conclui com uma receita básica, mas bastante eficaz à saúde. “Tomar um shot em jejum com cúrcuma, limão e própolis todos os dias e se alimentar bem vai ajudá-lo a se manter longe de qualquer doença”.


Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia