JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 30 de março de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

SAÚDE

Sono inadequado pode aumentar risco de osteoporose e de fraturas

Segundo estudos, o motivo seria que, sem o sono adequado, o esqueleto humano acaba não se renovando, favorecendo a osteoporose

16/02/2020 - 00:00:00. - Por Michelle Rosa Última atualização: 16/02/2020 - 11:48:06.

Um dos segredos para uma vida saudável é ter boas noites de sono. Dormir bem contribui para a melhora do metabolismo, ter disposição e prevenir doenças crônicas. E para garantir que isso aconteça é bom prestar atenção na hora de escolher um acessório muito importante para se ter bons sonhos, o colchão.

Em pesquisa desenvolvida por cientistas da Endocrine Society, dormir pouco também pode aumentar o risco de osteoporose e de fraturas. O motivo seria que, sem o sono adequado, o esqueleto humano acaba não se renovando. Outros estudos apontam que a apneia do sono (um distúrbio grave, mais associado à obesidade) também poderia levar à osteoporose.

De acordo com Bruno Brandão, empresário do setor de colchões da Otorbom, para definir a qualidade da noite de sono leva-se em consideração o que o usuário espera da sensação de conforto e a estruturação de um bom colchão leva em consideração a matéria-prima utilizada, tais como espumas, tecidos e molas. “A relação entre a coluna cervical e o colchão é marcada pelo apoio, conforto e descanso (metabolismo). A estrutura do colchão apresenta, inicialmente, uma superfície plana, composta por material flexível com o propósito de receber a pressão do corpo (peso e gravidade), respeitando a anatomia e causando o mínimo de interferência. Em alguns casos, face ao grau de desvio da coluna, para correção faz-se necessária a interferência “moderada” do colchão”, explica Bruno.

Segundo ele, esse é um produto aliado à qualidade de vida, tanto que, na hora de escolher o colchão adequado, deve-se levar em consideração a saúde, e não o valor da compra. “Preço e qualidade não se colocam na mesma embalagem. No segmento de colchões, esse dito é bem presente, pois, na confecção de um produto econômico, certamente a quantidade e a qualidade dos materiais utilizados serão reduzidas. Em contrapondo, na estruturação de um colchão de qualidade superior, serão utilizados materiais mais nobres, tecnologia de ponta, assim como quantidades expressivas de matéria-prima. Quanto maior a qualidade do produto, mais vantagens e benefícios serão agregados, tais como maior durabilidade, volume, resistência e garantias”, destaca o empresário.

Questionado sobre a validade de um colchão, ele conta que não é comum o fabricante imprimir o tempo de duração na estrutura do produto, mas esclarece que a durabilidade de um colchão está relacionada ao biótipo do usuário e que no decorrer do uso vai ocorrer o desgaste do produto.

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia