JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 23 de agosto de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Governo anuncia verba para construção de seis novas escolas

Governo federal anuncia liberação de verba para construção de escolas em seis novos bairros do programa Minha Casa Minha Vida; recursos vêm sendo cobrados desde o ano passado

- Por Gisele Barcelos Última atualização: 18/01/2018 - 07:55:56.

Foto/Divulgação


Marcos Jammal esteve em Brasília, em reunião no Ministério das Cidades com o titular da pasta, Alexandre Baldy

Governo federal anuncia liberação de verba para construção de escolas em seis novos bairros do programa Minha Casa Minha Vida. Os recursos vêm sendo cobrados desde o ano passado, mas não foram repassados por causa do contingenciamento de gastos, e a situação levou à entrega de conjuntos habitacionais sem escolas para atender os novos moradores.

Após reunião esta semana com o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, em Brasília, o presidente da Cohagra, Marcos Jammal, afirma que foi firmado o compromisso para a liberação de R$20 milhões até abril. “Demonstramos o custo gerado para o transporte das crianças para escolas em outros bairros por causa da ausência do serviço nos novos conjuntos. Com isso, conseguimos sinal positivo da liberação dos recursos”, acrescenta.

No entanto, para viabilizar a transferência da verba, a equipe ainda precisa protocolar os projetos dos equipamentos sociais no Ministério das Cidades. Jammal afirma que a entrega de toda a documentação será feita até o início de fevereiro.

A verba federal será destinada à construção de seis novos Centros Municipais de Educação Infantil para atender aos bairros Anatê, Rio de Janeiro, Marajós, Ilha do Marajó, Girassóis e Alfredo Freire. O presidente da Cohagra salienta que, confirmado o repasse dos recursos, a expectativa é começar as obras ainda no primeiro semestre deste ano. “Isso já faz parte do contrato. Só não tinha o dinheiro para fazer”, ressalta.

De acordo com Jammal, a construção das unidades poderá começar de imediato nos conjuntos habitacionais com obras em andamento, pois o serviço será executado pela própria empreiteira responsável pelo loteamento. Entretanto, o presidente da companhia posiciona que o processo será um pouco mais demorado para os bairros já inaugurados, como Anatê e Marajós. “Neste caso será preciso abrir licitação e contratar uma empresa para construir a unidade escolar”, pondera.

Quanto à previsão de inauguração, Jammal posiciona que a meta é estar com as unidades prontas para o início do ano letivo em 2019 ou, no máximo, até meados do próximo ano.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia