JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 06 de abril de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Prefeitura oficializa grupo para acompanhar evolução da receita

Fazem parte do grupo representantes do primeiro escalão do governo e dos servidores de carreira, que vão avaliar a possibilidade de reajuste ao funcionalismo público municipal

- Por Gisele Barcelos Última atualização: 30/05/2017 - 07:12:36.

Foto/Enerson Cleiton/PMU

Durante a negociação este ano não houve acordo diante da negativa dada pelo prefeito Paulo Piau à pauta do funcionalismo

Prefeitura oficializa criação de grupo de trabalho que fará acompanhamento da evolução da receita municipal para avaliar possibilidade de reajuste salarial para o funcionalismo. O grupo é formado por integrantes do primeiro escalão do governo e também por servidores de carreira.

Pela Prefeitura, fazem parte da comissão o chefe de gabinete Fernando Hueb; o assessor-geral de Planejamento Orçamentário, Jorge Cardoso de Macedo, e os secretários Antônio Sebastião de Oliveira (Governo), Rodrigo Vieira (Administração) e Wellington Fontes (Finanças). Já o SSPMU (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba) será representado por Anor Jacinto Xavier, José Monteiro Conde e Romes Belchior da Silva Júnior.

A primeira reunião do grupo de trabalho ainda não foi marcada. No entanto, a comissão deverá iniciar os trabalhos em breve, pois a proposta feita ao funcionalismo é de voltar à mesa de negociação na primeira quinzena de julho para verificar a possibilidade de conceder reajuste salarial à categoria.

A pauta de reivindicação dos servidores solicita reajuste de 21,2% e aumento do tíquete-alimentação de R$600. No entanto, o governo municipal justificou que não haveria maneira de atender ao pedido por falta de condições financeiras, mas se comprometeu a reavaliar o posicionamento no segundo semestre se houver melhora no desempenho da arrecadação.

Estado anuncia reajuste no valor do vale-alimentação do funcionalismo. Governo mineiro anunciou reajuste no valor do vale-alimentação para os servidores públicos estaduais. O benefício passará dos atuais R$15 para R$20 por dia. O reajuste entra na folha de junho, a ser pago no mês de julho. O aumento foi baseado em estudos técnicos desenvolvidos pela Comissão de Orçamento e Finanças da Secretaria de Planejamento e Gestão. Conforme informações do governo estadual, o aumento não infringe a Lei de Responsabilidade Fiscal, pois o benefício é considerado custeio e não despesa de folha de pagamento. O reajuste já foi comunicado a todas as entidades sindicais representativas do funcionalismo estadual.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia