JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 22 de setembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Governo de Minas institui comitê para acompanhar fluxo financeiro

Governo de Minas instituiu comitê de acompanhamento de fluxo financeiro para definir cronograma de pagamentos do Estado

- Por Gisele Barcelos Última atualização: 02/12/2017 - 22:08:21.

Governo de Minas instituiu comitê de acompanhamento de fluxo financeiro para definir cronograma de pagamentos do Estado. O grupo é formado por secretários da área econômica e assessores do gabinete do governador Fernando Pimentel (PT).

O objetivo do comitê é determinar a liberação do fluxo financeiro relativo a todas as despesas da administração pública direta e indireta do Estado. A proposta é envolver mais áreas do governo em decisões financeiras que impactam o interesse público.

De acordo com secretário estadual de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, o grupo deverá assegurar o cumprimento das obrigações essenciais, como o salário do funcionalismo. “A instituição do comitê é um esforço adicional do governo de Minas para definir a prioridade entre todos os pagamentos a serem feitos. É um rigor adicional para que o governo dê conta de cumprir a prioridade absoluta que é o décimo terceiro dos servidores e de algumas despesas absolutamente essenciais”, salienta.

Conforme informações do governo mineiro, as despesas essenciais que serão priorizadas são as que mantêm o funcionamento dos serviços do Estado e o atendimento à população, como a rede filantrópica do SUS, o fornecimento de alimentação aos presídios, a circulação das viaturas da polícia, o pagamento dos servidores, entre outras.

A composição do comitê foi publicada esta semana no Diário Oficial de Minas Gerais. O grupo é formado por membros da Secretaria de Estado de Fazenda (SEF)Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag)Secretaria de Estado de Governo (Segov) e da assessoria do gabinete do governador. O coordenador será escolhido pelos integrantes.

Até o momento o Estado ainda não divulgou data para o pagamento do décimo terceiro salário aos servidores. Esta semana, o governador esteve em Brasília para tentar viabilizar recursos para quitar o benefício. O petista defende agilidade na aprovação do projeto que autoriza antecipação de empréstimos aos estados brasileiros. (GB)

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia