JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 12 de dezembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Piau diz que cronograma para pagar emendas foi estabelecido

Em meio à cobrança de vereadores, o prefeito Paulo Piau (PMDB) afirma que cronograma já foi estabelecido para pagamento de emendas

- Por Gisele Barcelos Última atualização: 24/09/2017 - 14:39:40.

Em meio à cobrança de vereadores, o prefeito Paulo Piau (PMDB) afirma que cronograma já foi estabelecido para pagamento de emendas este ano e a previsão é começar repasses até dezembro. O chefe do Executivo, entretanto, ressalta que ainda não é possível determinar haverá recursos para pagar integralmente os valores previstos no orçamento. Piau declara que já foi firmado um compromisso de destinar parte dos recursos angariados com o leilão de áreas públicas do município para o pagamento das emendas. “No orçamento de 2017 vamos cumprir o máximo. Alguma coisa já vamos liberar até o fim do ano”, acrescenta.

O prefeito manifesta que pretende pagar emendas de forma total este ano, mas pondera que a decisão esbarra na disponibilidade de recursos em caixa e pede a compreensão dos vereadores. “Queremos cumprir integralmente. Mas claro que não vou deixar de cuidar de uma pessoa na área da Saúde para fazer uma emenda que não seja prioridade máxima. Tenho certeza que os vereadores vão compreender isso. Total ou parcial, nós vamos pagar”, posiciona. Para o chefe do Executivo, apesar da obrigatoriedade de pagamento estabelecida pela nova lei do orçamento impositivo, é necessário bom senso para não prejudicar os cofres municipais. “Orçamento impositivo é lei e lei se cumpre, embora a lei maior é a da disponibilidade financeira”, argumenta.

Sem a liberação das emendas em 2015 e 2016, os 14 vereadores assinaram ofício na última semana e encaminharam ao Executivo para reivindicar a liberação das emendas previstas no orçamento 2017. O documento solicita a apresentação de cronograma de pagamento e os valores que serão destinados às instituições contempladas com as emendas.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia