JM Online

Jornal da Manhã 50 anos

Uberaba, 11 de agosto de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Continua depois da publicidade



Secretária estadual de Educação é cobrada na Assembleia sobre o pagamento do piso

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

30/06/2022 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos

O segundo dia das sabatinas na Assembleia Legislativa também teve a presença da secretária estadual de Educação, Julia Figueiredo Goytacaz Sant’Anna, que foi cobrada publicamente pelos parlamentares sobre o pagamento do piso nacional do magistério para os professores do Estado. Além disso, dezenas de trabalhadores do setor ocuparam as cadeiras no auditório, com cartazes, reivindicando o pagamento do piso.

Após uma apresentação inicial da secretária sobre as principais ações da pasta, a reunião chegou a ser suspensa para cobrar respostas imediatas e objetivas aos questionamentos. A presidente da Comissão de Educação, deputada Beatriz Cerqueira, insistiu que a secretária explicasse as “amarras jurídicas” mencionadas pelo governador Romeu Zema que impedem o Executivo de dar o reajuste salarial adicional aos servidores da Educação. A pergunta ficou sem resposta.

Os deputados aprovaram em maio um reajuste adicional de 33,24% para os professores e servidores da Educação Básica, além do percentual linear de 10,06% concedido pelo Executivo. O governo estadual entrou com ação no Supremo Tribunal Federal e conseguiu derrubar o índice extra.

Na mesma linha, a deputada Ana Paula Siqueira (Rede) reforçou a cobrança de mais transparência e objetividade por parte da secretária, que, por diversas vezes, sugeriu que fossem feitos requerimentos com dúvidas mais específicas para que ela pudesse responder posteriormente. “O que não está no Power Point fica para responder amanhã. A secretária veio com respostas prontas, o que indica que a política de educação no Estado não está sendo pensada na sua completude”, avaliou. 

 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia
Fechar