JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 24 de maio de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Continua depois da publicidade



Agronegócio avalia ampliação da cobertura do recenseamento rural

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

15/05/2022 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos

(Foto/Divulgação)

Município avalia ampliar cobertura de atualização de cadastro de imóveis rurais. O contrato assinado no início deste ano previa que 3.000 fazendas seriam visitadas até junho deste ano, mas a estimativa atualizada aponta a existência de uma quantidade maior de propriedades na zona rural de Uberaba.

De acordo com o secretário municipal do Agronegócio, Agnaldo Silva, os dados do Incra apontam que Uberaba teria hoje 3.715 propriedades rurais. Ele argumenta que o ideal é fazer a pesquisa dos 100% dos imóveis rurais. “Temos que aproveitar a mobilização da equipe da GI Tecnologia e aproximar ao máximo do total de propriedades existentes”, disse.

Com isso, o titular da pasta adiantou que fará documento para solicitar à Codiub a ampliação do contrato para viabilizar a pesquisa na totalidade. “Censo parcial não resolve para adoção de novas políticas públicas”, argumentou.

Já a presidente da Codiub, Keila Santos, manifestou que há total disposição em realizar o cadastramento em todo o universo de propriedades rurais existentes em Uberaba. No entanto, ela salientou que o número de 3.000 imóveis era o que estava coberto com recursos do empréstimo por meio do Programa de Modernização da Administração Tributária, firmado em 2019.

A dirigente da companhia pondera que, para o aumento da quantidade de imóveis, é necessário complementar com verba própria a execução do serviço extra. “Vamos levar o caso até a prefeita Elisa Araújo e discutir o fechamento em 100% do censo rural”, informou, posicionando que o restante poderá ser contratado por propriedade pesquisada.

Divulgado na semana passada, balanço parcial aponta que 2.253 propriedades rurais já foram pesquisadas desde o início do trabalho em fevereiro.

Segundo o coordenador da empresa responsável pelo serviço, Felix Tavares, a perspectiva é fechar o censo rural até o final de maio ou na primeira semana de junho nas 3.000 propriedades previstas no contrato. “Faltam pouco mais de 600 propriedades, abatendo pesquisados e não encontrados pelo total contratado”, disse. 

 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia