JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 17 de maio de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Continua depois da publicidade



PMU vai readequar UPA São Benedito para buscar o recredenciamento federal

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

12/05/2022 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 12/05/2022 - 12:23:13.

Para tentar recredenciar UPA São Benedito e voltar a receber recursos federais para a manutenção da unidade, Prefeitura está com projeto pronto para adequação do prédio do antigo Hospital Santa Cecília. O repasse de verba está suspenso desde o fim de 2020, pois o imóvel não atende às exigências estabelecidas pelo Ministério da Saúde.

A reforma da unidade vem sendo discutida desde fevereiro do ano passado, mas não houve avanço até o momento. A Prefeitura até analisou a transferência da UPA para o bairro Beija-Flor, porém já descartou a ideia e o secretário municipal de Saúde, Sétimo Bóscolo, informou que foram retomadas as ações para concretizar a adaptação do prédio onde o serviço já funciona no São Benedito.

Leia também: Sem adequação do prédio, UPA São Benedito fica sem recursos federais

Bóscolo argumenta que o credenciamento da UPA São Benedito está apenas suspenso e, com a adaptação do prédio, será possível reverter a situação. Segundo ele, o projeto de reforma está pronto e já foi inclusive aprovado pelo Estado.

De acordo com o titular da pasta, agora os trâmites administrativos estão sendo feitos para contratar a empresa para executar a obra nas instalações da UPA. “Vamos reformar ela e adequar às condições exigidas pelo Ministério da Saúde para que a unidade seja recredenciada. Vamos fazer o mais rápido possível”, disse, sem especificar data para o início da adaptação do prédio.

Por não cumprir as exigências do Ministério da Saúde, a UPA São Benedito está deixando de receber R$300 mil por mês para o custeio da unidade. Isso equivale a R$3,6 milhões por ano. A Prefeitura está cobrindo o valor para manter a prestação de serviço até que o impasse seja resolvido.

A adequação no prédio exigida pelo Ministério da Saúde inclui adaptação dos leitos de emergência, da área de guarda de macas e cadeiras de roda, pontos de gases medicinais operacionais nos leitos existentes, serviço de hemoterapias, além de questões que envolvem alvará sanitário. 

 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia