JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 18 de janeiro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Sindicato afirma que aumento de casos de Covid em Uberaba não pode ser atribuído a bares

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

14/01/2021 - 00:00:00. - Por Daniela Brito Última atualização: 14/01/2021 - 06:37:08.

Aumento de casos de Covid-19 se deve a outros fatores, e não ao funcionamento de bares e restaurantes, conforme avalia o presidente do Sinhores (Sindicato dos Proprietários de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Uberaba), Fred Masson. “Não somos os vilões”, afirmou, em entrevista à Rádio JM.

Segundo ele, os estabelecimentos estão funcionando regularmente, ainda com medidas restritivas, desde agosto, e em dezembro não houve nenhuma flexibilização, ao contrário de outros segmentos, como o comércio, por exemplo.

Ainda conforme o presidente do Sinhores, o aumento de casos da doença é observado não só no município como em todo o país, em razão das festas de fim de ano. “E não podemos atribuir isso diretamente aos bares e restaurantes, justamente por estarmos operando da mesma forma que estávamos lá em outubro e novembro”, destaca.

Fred Masson reconhece que, no final de ano, houve uma circulação maior de pessoas, mas os estabelecimentos seguiram com as mesmas restrições, como capacidade de pessoas e o horário de funcionamento. “Não houve aumento do público por conta da limitação”, diz o dirigente, lembrando que bares, restaurantes e hotéis que tradicionalmente realizam ceias de Natal sequer puderam realizar esses eventos.

Por outro lado, o dirigente classista reconhece que não é o momento de nova flexibilização e defende que todos os segmentos colaborem com as medidas sanitárias, para que seja interrompido o crescimento da curva da Covid-19. Na terça-feira (12), o Sinhores participou de reunião com a prefeita Elisa Araújo, sobre o assunto. “Nós temos a consciência que não é hora de flexibilizar. É o momento de todos se unirem no mesmo propósito para conter o avanço e evitar maiores problemas”, diz.

Em reunião ontem com representantes do Sinhores, a Secretaria de Defesa Social posicionou que, ainda neste final de semana, o trabalho para coibir festas irregulares será intensificado pela Guarda Municipal, Departamento de Posturas, em conjunto com a Polícia Militar.

A população pode colaborar com denúncias junto à Guarda Municipal pelo 153 (24 horas) ou pelo Departamento de Posturas, das 8h às 18h, de segunda a sexta-feira, pelo 3331-2313, fornecendo o maior número de informações possível para que seja feita a apuração. A Polícia Militar também pode ser contatada pelo 190.

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia