JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 17 de janeiro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

À imprensa e população uberabenses

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

09/01/2021 - 08:51:02.

Após uma semana de gestão frente a pandemia de Covid-19 no município de Uberaba, a nova administração pública municipal, que tomou posse dia 1º de janeiro, divulgou nota afirmando que não conseguiu ter acesso aos dados, insinuando dificuldades, e que servidores comissionados exonerados estariam criando obstáculos.

Existe todo um sistema de informações do SUS. A consolidação dos dados dá trabalho.

Os acessos aos sistemas de informações do SUS são de responsabilidade dos órgãos competentes (Secretarias Municipais e Estaduais de Saúde e Ministério da Saúde) e de seus servidores públicos indicados e/ou nomeados. Existem diversos sistemas de gerenciamento dentro do SUS: epidemiológico, assistencial (Ambulatorial e Hospitalar), estatístico, financeiro entre outros.

É preciso monitorar e consolidar dados de hospitais, informações dos laboratórios públicos e privados, farmácias que realizam testes para Covid e até mesmo empresas; acompanhar diariamente os números das unidades de saúde e das UPAs (acesso interno na própria Secretaria de Saúde de Uberaba). Aproveito para informar que as planilhas tantas vezes citadas pela gestão são planilhas criadas por comissionados para facilitar a compreensão dos números, elas nem fazem parte de algum sistema público, é apenas planilha pessoal para resposta rápida quando solicitado. Repito, criada pelos próprios comissionados.

Ou seja, não é um documento oficial. Os números e planilhas anteriores em nada prejudica confecção dos boletins atuais, pois os dados são de notificação compulsória onde são enviados diariamente à SMS, para cada profissional específico efetivo consolidar o tipo de dado (testes de farmácia, da prefeitura, dos laboratórios e etc.). Após cada um realizar a consolidação parcial ocorre a consolidação final para assim gerar o boletim diário. Desta forma os dados ficam todos no departamento tendo livre acesso as pessoas da secretaria desde que autorizadas, devido a confidencialidade.

Gostaria de lembrar que, a partir da minha exoneração do cargo de secretário, não tenho mais gestão ou acesso às informações oficiais.

Lembro que ficamos à disposição da equipe de transição do novo governo por quase um mês, para quaisquer questionamentos. Ainda assim, entregamos em um primeiro momento todas as informações solicitadas pela equipe de transição, e também um amplo relatório (narrativa técnica) com todos os detalhes sobre a Covid-19 ao longo do enfrentamento em 2020. Participou na última reunião do comitê técnico-científico da Covid-19 da gestão Paulo Piau, médica membro da comissão de transição indicada pela prefeita eleita.

Estamos totalmente seguros do trabalho feito e da transparência implementada na Secretaria de Saúde como um todo, e principalmente durante nossa gestão frente a pandemia.

Todos nós agora, é que, exigimos e vamos acompanhar pela imprensa, a checagem integral dos números pela nova gestão, até porque a sociedade uberabense precisa saber o que está acontecendo, uma vez que foi passado à equipe de transição um relatório técnico sobre a pandemia com todas as ações e controle executados, conforme diretrizes nacionais e internacionais de enfrentamento à Covid 19 regulamentadas. Importante salientar que não é só pedir os dados aos laboratórios, farmácias e hospitais, pois tem que saber interpretar, os dados vão vir de todas as pessoas que passaram no estabelecimento, inclusive pessoas de outros municípios, e os casos de duplicidades, onde vimos que teve pessoas que realizaram exames 4 vezes em uma única semana. Não é tão simples assim.

Atenciosamente,

Iraci José de Souza Neto
Engenheiro civil, odontólogo, especialista em Gestão em Regulação em Saúde do SUS no IEP Hospital Sírio Libanês, ex-secretário municipal de Saúde de Uberaba

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia