JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 28 de outubro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Conheça as propostas dos candidatos a prefeito para Educação, Ciência e Tecnologia

18/10/2020 - 00:00:00.


Construção de escolas em novos conjuntos habitacionais, aumento de vagas na Educação Infantil e ampliação do programa de educação em tempo integral estão entre as principais propostas defendidas pelos candidatos a prefeito de Uberaba para Educação, Ciência e Tecnologia no JM News 2ª Edição da Rádio JM.

Heli Andrade (PSL)

Temos que aumentar o número de alunos em tempo integral e aumentar mais 1.500 vagas de Cemeis (Centros Municipais de Educação Infantil) para poder colocar todas as crianças na creche e atender a demanda reprimida. Temos que construir unidades escolares onde foram inaugurados conjuntos habitacionais. Onde não tiver, nós vamos construir e queremos que em nosso governo não aconteça mais isso. Ao construir o bairro, tem que ter creche, escola e unidade básica de saúde. Vamos reformar alguns prédios e também abrir as escolas no final de semana para que os pais possam frequentar os locais e o ambiente onde os filhos estudam. São ações de Educação primordiais para a Segurança Pública também. Queremos também fazer a implantação do Centro de Inovação no Parque Tecnológico para democratizar o acesso à inovação paras as micro e pequenas empresas.  

Leandro Souza (Avante)

O primeiro passo é pôr um ponto final na terceirização da merenda escolar e acabar com o alto custo do contrato. Além disso, vamos criar a escola cívico-militar. No transporte escolar, vamos rever o contrato de prestação do serviço. Quero valorizar as cooperativas de Uberaba, dando a elas a oportunidade de prestar um bom serviço urbano e rural. Para atender as mães trabalhadoras, vamos ampliar o horário dos Cemeis para funcionar das 6h às 19h. Também pretendemos melhorar e aumentar o número de vagas na Educação de Jovens e Adultos, inclusive oferecendo transporte para alunos com dificuldade de locomoção. Vamos além, com a oferta da educação em tempo integral adequada para todos os alunos da rede municipal. Vamos garantir melhores salários para os professores e servidores, o que deverá refletir na qualidade de ensino e aumentar o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica).

Marcelo Marques (PV)

Na Educação, a prioridade é um investimento considerável na capacitação dos professores e em tecnologias modernas para as escolas. A Educação e a Ciência e Tecnologia marcham juntas. Então, vamos fazer parte daqueles que preparam o campo fértil para o desenvolvimento coletivo. Vamos trabalhar para o progresso tecnológico e buscar investidores para custear o campo das pequenas empresas e das pesquisas em parceria com as universidades. Também pretendemos aumentar o número de alunos atendidos na rede municipal, principalmente considerando a demanda de novas vagas de alunos oriundos da rede privada devido à crise financeira causada pela pandemia de Covid-19. Queremos também passar a ver cada aluno de forma individual e não mais generalizada. Uma proposta é a oferta de cursos de extensão para estudantes com deficiência. 

João Chocolate (PRTB)

Não enviou material a tempo e não participou desta rodada.

Elisa Araújo (Solidariedade)

Não enviou material a tempo e não participou desta rodada.

Maria Sandra Tapajós (PSOL)

A Educação é um tema sério e será tratado com a devida atenção no nosso governo. Dentre as propostas está a instituição do piso salarial na Educação, inclusive com o pagamento integral do piso para todas as carreiras. Acreditamos também que é possível cumprir efetivamente a lei que estabelece o ensino de história e cultura afro-brasileira e indígena nas escolas. Também propomos a criação de cursinhos populares em todos os bairros da cidade. Além disso, garantiremos uma estrutura adequada aos alunos das escolas municipais com bibliotecas abastecidas e laboratórios de informática e de ciência. Diminuiremos a quantidade de alunos por sala de aula para que seja possível maior e melhor diálogo entre profissionais e alunos, facilitando o aprendizado. Instituiremos a rede multiprofissional em Educação com ingresso por concurso público de profissionais de nutrição, psicologia, dentre outros. 

Patrícia Melo (PT)

Acredito que uma boa Educação é o caminho para superar qualquer dificuldade. Por isso, é obrigação do prefeito garantir que todos os estudantes da cidade estejam na escola, com merenda de qualidade, material escolar em dia e uniforme. Vamos garantir ensino de qualidade, pagando, no mínimo, o piso nacional do magistério e manter o plano de carreira. Vamos também promover concursos públicos, melhorar a alimentação escolar e a escola em tempo integral. As áreas de Ciência e Tecnologia também precisam de socorro urgente em Uberaba. É preciso criar condições para que cientistas e pesquisadores tenham onde trabalhar e permaneçam por aqui. Visamos estabelecer acordos de cooperação com a universidade para estimular a criação de um polo tecnológico local, onde empresas de tecnologia, startups e o terceiro setor possam se estabelecer com boa infraestrutura e incentivos fiscais.

Simea Freitas (PSTU)

Para que Educação seja de qualidade, é preciso investir no profissional tanto na formação quanto no pagamento de salários que garantam a dignidade. Defendemos a realização de concursos públicos para professores e acabar com as contratações temporárias precárias, que não dão qualquer garantia para o profissional. Defendemos também a ampliação e fortalecimento da Educação no campo, com a reabertura pós-pandemia e ampliação do número de escolas rurais. Isso pode ser feito por meio de convênios com a UFTM, que mantém um curso voltado para a educação no campo. Quanto à Ciência e Tecnologia, defendemos a realização de convênios com as universidades e outras instituições para que se dê o desenvolvimento de projetos. Defendemos convênios com cursos de engenharia e arquitetura, por exemplo, para a reforma e construção de moradias populares. 

Antônio Lerin (PDT)

Uberaba tem muito a melhorar no quesito Educação para que os novos uberabenses se habilitem desde criança aos desafios profissionais de todos os setores da economia globalizada. No nosso governo, vamos garantir, no mínimo, o piso nacional do magistério para os docentes e instituir cursos de capacitação e aprimoramento regulares, acessíveis a todos os professores. Para os alunos da rede municipal, vamos garantir segurança nas unidades de ensino com a presença constante da Guarda Municipal e melhorar a qualidade da merenda escolar obedecendo padrões equilibrados de nutrição. Vamos valorizar as merendeiras, inspetores escolares, as secretárias escolares e, principalmente, as zeladoras. Outra proposta é reformar e climatizar as salas de aulas para elevar o aprendizado dos jovens. Fazemos um compromisso de uma gestão democrática onde as ideias e reivindicações terão atenção.

Tony Carlos (PTB)

Uberaba terá uma revolução na Educação. A escola será um parque tecnológico e os estudantes terão a oportunidade de ter o projeto “Um computador por Aluno”. Precisamos valorizar os professores e os demais profissionais da Educação. Pretendemos aumentar o número de escolas em tempo integral, assim como o número de Cemeis. Será necessário também promover o estágio remunerado, criando programas em parceria com as instituições de ensino e a Prefeitura. Em relação aos cursos profissionalizantes, queremos que a Feti vá para os bairros para descentralizar o atendimento com cursos de formação profissional de curta duração. Também pretendemos descobrir a vocação de cada um dos estudantes e preparar os jovens para exercer no futuro a profissão que desejarem. Além disso, será obrigação nossa fazer com que haja proximidade da casa do aluno com a escola. 

Thiago Mariscal (PSC)

O nosso governo implantará no ano letivo de 2021 a escola digital Uberaba, que será um importante componente de ensino para toda a rede municipal. Serão oferecidos materiais de estudo online e reforço para possibilitar a maior interação da família com o ambiente escolar. A outra prioridade nossa é relacionada à valorização do professor. Vamos acompanhar o piso nacional, sem esquecer de acabar com a repressão que existe aos profissionais do setor. Finalizando, uma das principais coisas que vamos solucionar é a falta de vagas em creches. Temos hoje milhares de crianças de zero a três anos em fila de espera. Antes de abordarmos a discussão de creches noturnas, temos que ampliar espaços para que de forma integral as crianças tenham o acompanhamento educacional. Isso porque a creche é mais que um hotelzinho, mas um espaço onde são desenvolvidas as habilidades dos pequenos.

Leia mais

Continua depois da publicidade

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia