JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 27 de outubro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Nova avaliação do Estado rebaixa Triângulo Sul para onda amarela

25/09/2020 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos


Um dia após a Prefeitura informar que Uberaba não seguiria mais diretrizes do programa Minas Consciente, Estado divulgou nova avaliação dos indicadores e rebaixou o Triângulo Sul da onda verde para a onda amarela. Outras duas regiões também foram orientadas a retroceder: Centro-Sul e Oeste de Minas. A microrregião formada por Uberaba, Iturama e Frutal foi mantida na onda amarela.

Se fosse seguir os protocolos do plano estadual, Uberaba voltaria a proibir o entretenimento em bares e restaurantes, como música ao vivo e transmissão de jogos. O município também ficaria impedido no momento de avançar com a reabertura de cinemas, parques de diversão e realização de eventos.

Além disso, enquadrado na onda amarela, não seria possível dar seguimento à reabertura das escolas e volta às aulas na cidade, pois o Estado autorizou a volta das atividades presenciais na educação básica somente para municípios que estivessem na onda verde.

No entanto, as restrições do “Minas Consciente” não serão mais aplicadas em Uberaba. Isso porque o Supremo Tribunal Federal acatou recurso da Prefeitura de Coronel Fabriciano e derrubou decisão que obrigava municípios seguirem diretrizes do Estado no combate à pandemia de Covid-19. Com isso, as prefeituras mineiras voltam a ter autonomia para deliberar sobre o processo de reabertura das atividades econômicas.

Em vídeo publicado nas redes sociais, o prefeito Paulo Piau (MDB) já comunicou que Uberaba não seguiria mais as recomendações do programa Minas Consciente e reforçou que a definição do cronograma de reabertura das atividades no município retornaria a ser competência do comitê local de enfrentamento do coronavírus. 

Leia mais

Continua depois da publicidade

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia