JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 05 de agosto de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Escolas particulares elaboram protocolo para a volta às aulas

Rede municipal ainda não tem data para volta das atividades presenciais

15/07/2020 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos

Foto/Reprodução 

Proposta apresentada pelo Sindicato das Escolas Particulares de Minas prevê distanciamento e uso de máscara

Um protocolo de volta às aulas foi apresentado ontem em Belo Horizonte pelo Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais (SinepMG). A entidade informou que as propostas serão encaminhadas aos governos estadual e municipal para tentar avançar sobre uma possível data para retorno das atividades presenciais.

Criadas em conjunto com a Associação Mineira de Epidemiologia e Controle de Infecções (Ameci), as normas incluem rodízio com horários alternativos de entrada, saída e recreios, bem como o distanciamento de um metro entre estudantes. Além disso, o protocolo prevê o distanciamento de um metro entre as carteiras, redução do número de alunos por sala e uso de máscaras por professores, outros funcionários e alunos. Desinfetar mesas e cadeiras frequentemente e estimular lanches dentro das salas de aula também são medidas inclusas no protocolo sanitário.

No documento ainda estão incluídas orientações para a realização, no primeiro mês de retorno às atividades presenciais, de avaliações diagnósticas para identificar os diferentes níveis de aprendizagem dos estudantes. Além disso, as escolas devem providenciar, quando necessário, recursos que possibilitem aos estudantes a transmissão ou o acesso às aulas, seja através da plataforma educacional da escola ou no formato que já está sendo usado durante o isolamento.

Continua depois da publicidade

Rede municipal ainda não tem data para volta das atividades presenciais

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação informou que a equipe tem se reunido constantemente para prospectar possibilidades para a volta das atividades presenciais, mas ainda não há diretrizes ou previsão de retorno às aulas em Uberaba. No texto, a pasta também manifestou que haverá algumas reuniões nos próximos dias para tratar da volta às aulas. "A intenção é de que todas as redes de ensino, públicas, particulares, desde a educação infantil até as universidades, retornem concomitantemente às atividades no município de Uberaba", continua a nota.

A secretária de Educação, Silvana Elias, não manifestou na nota se já teve acesso ao protocolo sanitário desenvolvido pelo sindicato e nem se o material pode ser utilizado como base para definir o funcionamento das escolas pós-pandemia. No entanto, a titular da pasta enfatizou que as ações na área da Educação são todas realizadas sob o direcionamento do Comitê Técnico de Combate à Covid-19, que será o responsável por definir prazos, metodologias e formas de voltar ao funcionamento das escolas.

Já a Secretaria Estadual de Educação informou que recebeu o documento do Sinep-MG, mas que o retorno às aulas vai depender do andamento da curva epidemiológica de contaminação por Covid-19 e seguirá orientações da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). "O material está sendo devidamente analisado, junto ao Comitê Extraordinário Covid-19. Reiteramos que as demandas da área da Educação são avaliadas criteriosamente e as aulas serão retomadas no momento mais seguro para alunos e profissionais envolvidos."

O presidente do Sinpro (Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais), Marcos Gennari, posicionou compreender a proposta do Sinep-MG, mas questionou a intenção de agilizar o retorno das aulas enquanto a transmissão de coronavírus ainda continua alta no Estado. "Não podemos compactuar com nenhuma medida que possa pôr em risco a vida dos professores, auxiliares escolares, dos estudantes e seus familiares", encerra.

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia