JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 13 de julho de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Primeira fábrica de células de bateria de lítio-enxofre do mundo será instalada em MG

Empreendimento no valor de US$ 56 milhões é encabeçado pela Codemge e empresa britânica

25/05/2020 - 00:00:00.

Minas Gerais irá receber receber as instalações da Oxis Brasil, primeira fábrica de células de baterias de lítio-enxofre do mundo. O Governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), e a empresa britânica Oxis Energy acabam de assinar contrato de locação de 15 anos com a Mercedes Benz para instalação de uma fábrica no parque industrial da indústria de automóveis em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira.

Os trabalhos de adequação do galpão de 20.000 metros quadrados que sediará a fábrica começam de imediato, com investimentos da ordem de US$ 56 milhões (cerca de R$ 245 milhões). A previsão é que a operação comece em 2023, com uma produção inicial de 300 mil células de bateria/ano, podendo chegar a 5 milhões/ano. Inicialmente serão gerados 100 empregos diretos, de alta qualificação.

O município de Juiz de Fora foi escolhido principalmente por sua posição geográfica e facilidades logísticas: a três horas de distância das capitais mineira e carioca; acesso à linha férrea e ao porto do Rio de Janeiro; proximidade de entreposto que simplifica trâmites alfandegários. O local apresenta outras vantagens: trata-se de região com boas escolas e universidades, mão de obra especializada e ampla rede de serviços.

Alta tecnologia

A Codemge tem promovido investimentos diversificados em novos modelos de negócio e segmentos estratégicos, como biotecnologia e ciências da vida, manufatura aditiva, nanotecnologia, materiais avançados, aeroespacial, defesa e segurança, internet das coisas, eletroeletrônica, telecomunicações, química, ciência e sistemas de computação.

O investimento em Juiz de Fora faz parte das ações da Codemge para incentivo à indústria de alta tecnologia no estado. Sobre os benefícios do empreendimento para o município e para Minas, o diretor-presidente da companhia, Dante de Matos, destaca “a transferência de tecnologia, a geração de novos empregos, além da projeção do estado no cenário econômico internacional em um segmento de vanguarda”.

Já o presidente da Oxis Energy, Huw Hampson-Jones, salienta as oportunidades do mercado de mobilidade elétrica e sustentabilidade, como na aplicação das células em veículos pesados: “Nosso objetivo é auxiliar o governo brasileiro a eliminar todos os ônibus movidos a motores de combustão interna em um período de 25 anos, o que equivale à produção de quatro bilhões de células. O Brasil tem a terceira maior frota de ônibus do mundo, com 700 mil unidades movidas a combustão interna em circulação”, afirma.

Desempenho e aplicações

As células são componentes das baterias, como as utilizadas em veículos elétricos, um dos primeiros mercados a serem focados pela Oxis Brasil.

Além do segmento de mobilidade, a fábrica atenderá indústrias de defesa e aeroespacial – de tripulados e não tripulados -, drones, transporte público, entre várias outras.

Algumas vantagens das baterias de lítio-enxofre em relação às baterias de íon lítio, mais empregadas no mercado atualmente, são observadas nas aplicações em que o peso é um fator crítico ou a densidade energética elevada é requisitada. As baterias de lítio-enxofre são mais leves e ambientalmente amigáveis, já que não possuem metais pesados em sua formulação. Têm alto valor agregado, embora sejam econômicas, e garantem maior segurança, em comparação a outras baterias.

Oxis Energy

Fundada em 2005, a Oxis está envolvida no design, desenvolvimento e agora segue em direção à produção comercial das células de lítio-enxofre. Com mais de 43 famílias de patentes, a empresa já garantiu 198 patentes, com mais outras 92 depositadas. 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia