JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 31 de maio de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Kaká muda para Cidadania e anuncia pré-candidatura a prefeito pela sigla

03/04/2020 - 11:23:51. - Por Gisele Barcelos

Dentro do prazo da janela partidária, vereador Kaká Carneiro deixa o PL para tentar viabilizar candidatura a prefeito pelo Cidadania. O novo partido e o projeto para participar da disputa majoritária foi anunciado em primeira mão à Rádio JM na manhã desta sexta-feira (3).

De acordo com Kaká, a escolha pelo Cidadania ocorreu porque a direção da sigla deu segurança para viabilizar a candidatura a prefeito. “Acabamos de bater o martelo sobre e estamos fechados com o Cidadania. Fui recebido de portas abertas e meu caminho está concretizado no Cidadania. É o único partido que me dá estabilidade para participar do processo eleitoral, sem ter interferências”, salienta.

SAIBA MAIS: Janela Partidária muda composição de bancada na Câmara Municipal

Anteriormente, havia a informação de que o vereador seguiria para o Podemos. Ele chegou inclusive a gravar um vídeo com o presidente nacional do partido, Álvaro Dias, que circulou nas redes sociais.

Questionado, o parlamentar posicionou que o vídeo teria vazado em Brasília, mas nunca ocorreu a confirmação da filiação ao Podemos. Ele afirma que a mensagem foi apenas uma estratégia para avaliar se realmente haveria apoio do partido para a candidatura. 

Segundo Kaká, apesar da boa recepção da liderança nacional do Podemos, obstáculos foram colocados pela direção mineira à entrada dele na sigla e inimizades políticas em Uberaba já articulavam para uma rasteira eleitoral. “O caminho partidário tem que ser com garantias e dar segurança para participar do processo eleitoral, sem puxada de tapete. Não tinha a garantia de que o Podemos seria um partido que me daria estabilidade”, afirma.

Além da troca de legenda, o vereador comunicou que não pretende concorrer a um novo mandato na Câmara Municipal e o objetivo este ano é encabeçar chapa na disputa majoritária. Kaká também tinha interesse na candidatura a prefeito em 2016, mas recuou após o PL decidir por compor a aliança de suporte ao nome de Antônio Lerin (PSB). 

O vereador afirma que o projeto está amadurecido e não cogita desistir novamente.  “Essa decisão está tomada desde novembro do ano passado. Participar do Legislativo foi uma fase de preparo. Me sinto evoluído no meu segundo mandato. Cumpri minha missão. Tudo que eu podia, aprendi nesses oito anos. Não faz sentido para mim, ficar no mesmo lugar por causa da zona de conforto. Estou pronto para contribuir mais com a cidade”, declara.

Kaká é o segundo parlamentar pertencente à bancada do PL que decidiu trocar de sigla. Denise Max também deixou o partido para se filiar ao Patriota e concorrer a um novo mandato na Câmara Municipal. Ao todo, quatro vereadores já aproveitaram a janela partidária para mudar de legenda.

 

 

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia