JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 02 de junho de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Zema anuncia manutenção de medidas restritivas contra o coronavírus em MG

Minas Gerais tem 275 casos confirmados de Covid-19 e duas mortes; Uberaba continua sem novos casos confirmados da doença

31/03/2020 - 17:47:46. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 31/03/2020 - 17:52:31.

 Em novo pronunciamento na tarde desta terça-feira (31), governador Romeu Zema (Novo) manteve restrições à abertura do comércio e suspensão de aulas em Minas Gerais. Havia expectativa de que a abertura das lojas fosse liberada devido à pressão popular, mas Zema apenas argumentou que as medidas demonstraram efeitos positivos na contenção da doença.

De acordo com o governador, Minas Gerais foi um dos primeiros estados a anunciar medidas restritivas para conter a evolução do novo coronavírus e a análise mostra que a decisão foi acertada até o momento.

“Proporcionalmente, temos maior êxito que outros estados. O crescimento de solicitações de internações por suspeita da Covid na rede pública de Minas Gerais caiu nos últimos cinco dias, justamente uma semana após o anúncio das medidas a que me referi. Isso mostra que estamos no caminho certo. Evidencia que acertamos nas medidas”, disse.

Apesar dos resultados, Zema não anunciou mudança na determinação de fechamento do comércio e suspensão das aulas. Segundo ele, ainda há um longo caminho adiante no enfrentamento à doença. “Talvez tenhamos ganho a primeira batalha, mas ainda temos uma guerra grande pela frente”, defende.

Além disso, o governador reforçou que o quadro está sendo monitorado diariamente para definir de maneira segura as próximas ações a serem tomadas. “Temos enormes desafios pela frente. A prioridade são as vidas, mas estamos atentos aos desdobramentos econômicos decorrentes dessa pandemia”, disse, sem especificar se há alguma nova proposta em estudo para dar suporte às empresas afetadas pela pandemia.

O governador mantém o mesmo posicionamento apresentado em vídeo divulgado na noite de ontem nas redes sociais. Na mensagem, ele ressalta que não houve flexibilização de regras para fechamento do comércio e, por enquanto, apenas existe um estudo em andamento para avaliar a proposta. 

“Não vamos tomar medidas precipitadas e nem sermos submetidos à pressão de alguns grupos que querem uma reabertura, talvez muito antes da hora”, declarou.


Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia