JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 29 de maio de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Barreiras sanitárias já estão montadas nas rodovias de acesso a Uberaba

A operação, por enquanto, é apenas pedagógica e também para a busca de informações

27/03/2020 - 07:16:40. - Por Gisele Barcelos

Fotos/Marco Aurélio - PMU

Com instituição de barreiras sanitárias esta semana, motoristas começaram ontem a serem abordados nos acessos das principais rodovias que cortam Uberaba. Nas abordagens, as pessoas respondem a um questionário e passam pela aferição de temperatura corporal.  

Leia também: Prefeitura institui barreiras sanitárias e fecha terminal rodoviário  

O secretário municipal de Saúde, Iraci Neto, explica que as barreiras foram montadas em locais estratégicos do perímetro urbano. De acordo com ele, os dados coletados nas abordagens dos últimos dois dias serão analisados no fim de semana para definir os próximos passos da operação. 

O titular da pasta ressalta que a operação, por enquanto, é apenas pedagógica e também para a busca de informações. Quem for identificado com sintomas de coronavírus terá o caso notificado e deverá assinar um Termo de Responsabilidade de Isolamento Domiciliar. Dependendo da gravidade, a pessoa já será encaminhada para o equipamento de saúde adequado.  

“É mais uma medida de contenção e contingenciamento que vai colaborar para o município de Uberaba conhecer a realidade do nosso cenário e, ao mesmo tempo, dar condições de segurança da entrada e saída de pessoas da cidade”, pondera. 

Com a identificação da entrada de pessoas com sintoma de coronavírus, a Prefeitura também terá subsídios para fiscalizar o descumprimento das regras referentes ao isolamento.  

Decreto publicado na semana passada prevê que pessoas vindas de local com casos de transmissão do coronavírus devem cumprir prazo de sete dias de isolamento. Se estiver apresentando sintomas, a determinação são 14 dias de quarentena.

Em caso de descumprimento, a penalidade inclui aplicação de multas de R$ 855 a R$ 2.850 e até detenção pelo prazo de um mês a um ano por crime de propagação de doença contagiosa. 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia