JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 17 de novembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Acerto de dívida do Estado eleva previsão orçamentária de 2020

Projeto de lei foi protocolado ontem na Câmara com incremento de quase 10% em relação ao ano passado, chegando a R$1,5 bi

16/10/2019 - 06:51:59. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 16/10/2019 - 18:32:41.

Divulgação 


Previsão de construção de novas unidades escolares fez com que a proposta de investimentos na área da Educação subisse 34,72% em relação ao atual exercício

Protocolada ontem na Câmara Municipal, proposta orçamentária estima R$1.522.155.720,96 em receitas para 2020. O montante é 9,55% maior que o orçamento aprovado para este ano, que foi de R$1 bilhão e 298 milhões. A partir de agora os vereadores têm prazo até 10 de dezembro para análise e votação do projeto em dois turnos.

O incremento nas receitas se deve à previsão de início dos repasses do parcelamento para quitar a dívida do Estado com os municípios e o saldo restante dos financiamentos contratados este ano pela Prefeitura.

A Saúde e a Educação permanecem como os setores que ficarão com a maior fatia do bolo: R$351.293.208,12 e R$322.949.548,28, respectivamente. No caso da Saúde, a variação positiva foi de apenas 8,83% em relação ao orçamento deste ano. Já na Educação, o incremento chegou a 34,72% no comparativo com 2019, o que reflete os investimentos para a inauguração de novas escolas no próximo ano.

Pelo orçamento, a Codau terá R$190.203.716,37 em 2019; enquanto a Secretaria de Serviços Urbanos e Obras ficou com R$177.605.193,75 em receitas estimadas para 2020. As demais pastas aparecem com valores bem menores na proposta orçamentária. A Secretaria de Desenvolvimento Social ficou com R$31.554.401,59 e a Defesa Social terá R$20.975.100,77 em recursos.

Já a previsão de repasse para a Câmara Municipal está estimada em R$30.357.882,94 em 2020. O montante é cerca de 5% a mais do que a projeção para este ano: R$28.792.387,87 milhões.

A diretora de Planejamento Orçamentário, Taciana de Castro Balduino, ressalta que o orçamento foi elaborado pelo Executivo de forma descentralizada. Os órgãos apresentaram as propostas à equipe técnica orçamentária para a consolidação dos dados, seguindo as diretrizes estabelecidas na PPA e LDO. “Foram realizadas várias reuniões com o prefeito municipal para validar a proposta final, tendo em vista se tratar do ano fiscal para o encerramento do mandato da atual gestão e da necessidade quanto ao cumprimento da legislação eleitoral”, encerra.

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia