JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 20 de outubro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Psicóloga fala da Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio, aos vereadores

A Câmara de Uberaba levou ao plenário a discussão sobre a campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio

21/09/2019 - 00:00:00. - Por Marconi Lima

A Câmara Municipal de Uberaba (CMU) levou ao plenário a discussão sobre a campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio. A psicóloga Vera Dias esteve no Legislativo e abordou o tema. A profissional lembra que os números são apenas a ponta do iceberg, pois apenas 1% das tentativas de suicídio chega aos prontos-socorros. No mundo são 804 mil suicídios por ano, sendo que a cada dez casos consumados, aconteceram de 40 a 60 tentativas. No Brasil são 12 mil casos por ano, com 32 mortes por dia. 

As boas notícias, de acordo com Vera Lúcia, é que nove em cada dez casos podem ser prevenidos, inclusive envolvendo situações de transtornos mentais, que podem ser tratados. Ela lembrou que a campanha foi criada para prevenção, por causa da morte de um adolescente nos EUA, que tinha um Mustang amarelo. Após a morte dele, a família teve a ideia de usar um laço amarelo, como forma de alertar, e os pedidos de socorro começaram a aparecer. Vera Dias foi convidada do vereador Agnaldo Silva (PSD). O parlamentar destacou a importância da campanha e de falar sobre o assunto. 

A data 10 de setembro foi escolhido como o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. A campanha chegou ao Brasil em 2015, transformando o mês de setembro em um período de alerta. Além do Centro de Valorização da Vida (CVV), que trabalha 24 horas por dia, também participam da campanha o Conselho Federal de Medicina e Associação Brasileira de Psiquiatria. O voluntário Marleno Rodrigues de Sousa, que trabalha no CVV, esclareceu que ele e todos os outros são voluntários, que não recebem nenhuma remuneração. “Nós procuramos acolher e ajudar quem precisa”, afirmou.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia