JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 20 de outubro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Unidade de saúde do Elza Amui começa hoje a atender à noite

A Unidade Matricial de Saúde Professor Aluízio Prata, no bairro Elza Amui, foi a escolhida para iniciar o atendimento em horário estendido até as 22h

18/09/2019 - 00:00:00. - Por Thassiana Macedo Última atualização: 18/09/2019 - 15:18:58.

A Unidade Matricial de Saúde (UMS) “Professor Aluízio Prata”, no bairro Elza Amui, foi a escolhida para iniciar o atendimento em horário estendido até as 22h, a partir de hoje. Nesta quinta-feira (19) o atendimento noturno começa na UMS Nossa Senhora da Abadia, e no dia 23 é a vez da UBS “Valdemar Hial Júnior”, no Fabrício. As pessoas que procurarem a unidade contarão com atendimentos médicos, odontológicos e de enfermagem, entre outros procedimentos. Apenas a unidade do Abadia não contará com atendimento odontológico neste primeiro momento. 

A UMS “Álvaro Guaritá”, no Valim de Melo, deve iniciar os atendimentos noturnos na primeira quinzena de outubro, segundo a diretora de Atenção à Saúde, Elaine Teles. “Temos um período de adequação de quatro meses. Estamos implantando aos poucos, mas já é um ganho, pois abre a oportunidade para que quem trabalha possa buscar atendimentos básicos de saúde fora do horário comercial”, destaca Teles.

Ao todo, quatro unidades de saúde foram credenciadas junto ao Ministério da Saúde para o Programa Saúde na Hora para também funcionar à noite em Uberaba, com investimento de R$150 mil por mês, o que representa R$1,8 milhão ao ano. Com a mudança, a população poderá buscar atendimento nos três turnos, ou seja, das 7h às 22h. Um dos objetivos é desafogar as UPAs, direcionando os atendimentos mais simples para essas unidades. As salas de vacinas, por exemplo, funcionarão até as 21h. 

Ainda segundo a Secretaria Municipal de Saúde, aos poucos serão implantados outros procedimentos, como salas de curativos e pequenas suturas, para que a população não precise ser encaminhada às UPAs em casos simples.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia