JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 15 de outubro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

CMU adota conduta amistosa e não vai propor CEI para apurar insumos escondidos na Zoonoses

Colegas de partido de Iraci Neto defendem que a postura da Câmara de Uberaba será de seriedade e transparência

18/09/2019 - 00:00:00. - Por Marília Mayer Última atualização: 18/09/2019 - 18:09:54.

Membros do PSD, colegas de partido do Secretário Municipal de Saúde, Iraci Neto, defendem postura amistosa da Câmara Municipal de Uberaba (CMU) na apuração dos insumos escondidos nos alçapões do Centro de Controle de Zoonoses.

A bancada do Partido Social Democrático – PSD no legislativo é formada pelo presidente da Mesa Diretora do Legislativo, Ismar Vicente dos Santos – Marão, e o vogal da Comissão de Saúde, Agnaldo Silva.

Seguindo determinação do partido, os dois parlamentares acompanharam, na segunda-feira (15), as atitudes do Executivo desde que souberam do caso.

Segundo o presidente da CMU, Ismar Vicente dos Santos – Marão, a postura da Casa será de seriedade e transparência.

“Primeira coisa é solicitar ao Executivo que seja aberto uma sindicância e, posteriormente, um processo administrativo para devidas providências com relação a quem cometeu tal procedimento. E, posteriormente, perante análise do Ministério Público nós vamos tomar as medidas cabíveis para punir quem cometeu o erro”, afirma Marão.

O vogal da Comissão de Saúde e Saneamento – a qual o vereador Thiago Mariscal (MDB) é presidente – afirmou que vai acompanhar a apuração da Secretaria Municipal de Saúde, mas que não pretende propor abertura de Comissão Especial de Inquérito (CEI).

“Agora quando você fala em CPI, em apuração de fatos via inquérito, acho que é um processo bem maior onde há desvios de produtos”, justifica o vogal da comissão de saúde, Agnaldo Silva.

Questionado sobre a conduta passiva do Legislativo em relação à apuração dessa denúncia, Agnaldo Silva nega que a relação partidária com o responsável pela pasta tenha influência.

“Lógico que tem esse relacionamento partidário, mas acima de tudo você tem que pôr a legalidade. Se houve alguma falha, comprometimento da atual administração no que ocorreu, e que eu entendo que ocorreu, pois devia ser feito uma varredura nesses locais todos, é lógico que a gente tem que apurar isso independentemente de partido. Nesse momento, temos que ser apartidários”, defende.

No ofício que será enviado pela Comissão de Saúde e Saneamento ao Executivo, os parlamentares vão pedir varredura em outros prédios públicos e cobrar a Vigilância Sanitária no que tange à vistoria dos estabelecimentos. 

Leia também: Comissão de Decoro Parlamentar da CMU não vai intervir na postura de Mariscal na Zoonoses

Saúde apura denúncia de estocagem de medicamentos e seringas vencidos na Zoonoses

Iraci Neto faz pente-fino e acha mais materiais em outros alçapões

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia