JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 15 de setembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Comissão de Meio Ambiente da CMU cobra fiscalização em depósito de carvão

Comissão Permanente do Meio Ambiente da Câmara solicitou fiscalização do Poder Público em depósito de carvão situado no bairro de Lourdes

11/09/2019 - 00:00:00. - Por Marconi Lima

A Comissão Permanente do Meio Ambiente da Câmara Municipal de Uberaba (CMU) solicitou fiscalização do Poder Público em um depósito de carvão situado no bairro de Lourdes.

O requerimento foi encaminhado ao prefeito Paulo Piau (MDB) pelo líder do governo na CMU, vereador Rubério Santos (MDB). O parlamentar é presidente da Comissão de Meio Ambiente no Legislativo. Conforme o documento enviado ao Executivo, entre os itens que precisam ser fiscalizados estão a necessidade de verificar a existência de alvarás de funcionamento e localização; se esse tipo de depósito pode estar localizado e funcionando naquela área, que é cercada de residências, escola e igreja, de acordo com o Plano Diretor do Município; se os funcionários estão devidamente registrados; se existem as devidas licenças ambientais para tal funcionamento e todas as questões que envolvem a legalidade desse tipo de negócio.

De acordo com Rubério, os moradores reclamam que a atividade realizada no local prejudica a saúde da população vizinha, bem como das crianças que frequentam o Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) Nossa Senhora de Lourdes, que fica em frente ao local. Entre os problemas mencionados, está a incidência de doenças respiratórias, provocadas pela inalação da poeira decorrente do descarregamento diário do carvão.

O vereador disse que os moradores também reclamam do incômodo provocado pelo barulho dos caminhões, que realizam o serviço por volta das 5h. Rubério sugere que o município negocie com os proprietários para que a empresa seja instalada em outra área, em local apropriado. 

“Isto poderia ser feito através da disponibilização de incentivos à empresa, para que continue seu funcionamento de modo que não prejudique ninguém”, concluiu o parlamentar.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia