JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 22 de setembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Servidores estaduais podem voltar a receber no 5º dia útil

Data foi apresentada em cronograma divulgado ontem pelo governo de Minas, após reunião com parlamentares e representantes das forças de segurança pública

20/08/2019 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos

Salário do funcionalismo pode voltar a ser pago no 5º dia útil a partir de dezembro deste ano. A data foi apresentada em cronograma divulgado ontem pelo governo de Minas, após reunião com parlamentares e representantes das forças de segurança pública. 

Na nota oficial distribuída à imprensa, o governo estadual posiciona que se comprometeu a retornar o mais rápido possível à normalidade no pagamento dos servidores públicos estaduais. Sem especificar, o texto informa que o Estado está negociando uma operação financeira, que deve ser concluída até novembro deste ano.

Caso a operação seja bem-sucedida, o Poder Executivo poderá voltar a pagar todos os servidores no 5º dia útil a partir de dezembro deste ano. Além disso, a nota acrescenta que também será possível o pagamento integral do 13º salário de 2019 no dia 21 de dezembro.

No entanto, o texto reforça que o cronograma depende de um resultado positivo da operação financeira. Se o processo não for concluído em tempo hábil ou não for bem-sucedido, o décimo terceiro será parcelado e apenas os servidores da área de Segurança Pública terão o retorno do pagamento no quinto dia útil a partir de abril do próximo ano.

Nesse caso, os servidores da área de Segurança Pública terão o pagamento liberado em parcela única no 10º dia útil de dezembro. De janeiro a março, a data será no 7º dia útil. A partir de abril, restabelecimento do pagamento no 5º dia útil apenas para a categoria. Quanto ao décimo terceiro, a proposta neste cenário será pagar em três parcelas, sendo a primeira depositada no dia 21 de dezembro para o grupo.

Ainda na nota oficial, o Estado posiciona ser legítimo o pleito do funcionalismo pela recomposição de perdas salariais inflacionárias e se compromete a manter diálogo permanente com as representações dos servidores para tentar atender à demanda, mas argumenta que atual realidade financeira de Minas Gerais e o Programa de Recuperação Fiscal do Estado são entraves. 

Conforme o texto, foi acertado ontem um calendário de reuniões mensais, e uma nova rodada de negociações com representantes da categoria já está agendada para o dia 16 de setembro.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia