JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 20 de outubro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Governador de MG defende a inclusão dos estados e municípios na reforma

O governador argumentou que o déficit da Previdência em Minas Gerais pode chegar a R$78 bilhões até o final do mandato em 2022

12/07/2019 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos

Após avaliar positivamente a aprovação em primeiro turno do texto-base da reforma da Previdência pela Câmara Federal, o governador Romeu Zema defendeu que regimes próprios de Previdência dos Estados e municípios sejam incluídos na proposta. A mudança pode ser feita antes de o projeto ser votado no Senado. 

Em entrevista coletiva na capital mineira, Zema posicionou que o resultado da votação, com grande margem de votos favoráveis à reforma, sinaliza que a proposta tem grandes chances de incluir Estados e municípios ao ser enviada para o Senado.

O governador ainda argumentou que o déficit da Previdência em Minas Gerais pode chegar a R$78 bilhões até o final do mandato em 2022, se não houver mudanças no sistema de aposentadoria dos servidores. “É algo insustentável para um Estado como Minas Gerais”, manifestou. 

Ainda de acordo com o governador, a aprovação da medida que inclui os Estados e municípios na reforma da Previdência irá permitir que Minas Gerais comece o processo de equilíbrio de suas contas e retome o caminho do crescimento econômico. “Isso não elimina as medidas de austeridade que nós temos que tomar para tentarmos equilibrar, mas já é uma ajuda muito grande”, declara.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia