JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 19 de setembro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Motorista morre após colisão em traseira de carreta na 050

O motorista Antônio Carlos de Oliveira Santos, 47 anos, morreu na tarde de ontem, quando perdeu o controle de sua carreta, com placas de Uberaba e carregada com fertilizantes

- Por Renato Manfrim Última atualização: 08/12/2017 - 10:16:14.


Sandro Neves


Com a batida, a frente do caminhão conduzido por Antônio Carlos ficou destruída e grande quantidade de fertilizante derramou na pista

O motorista de caminhão Antônio Carlos de Oliveira Santos, 47 anos, morreu na tarde de ontem, quando perdeu o controle de sua carreta, com placas de Uberaba e carregada com fertilizantes, e bateu violentamente na traseira de caminhão, com placas de Igarapava (SP). O acidente aconteceu na BR-050, sentido Uberaba-Delta, cerca de 200 metros após o trevo de acesso do Distrito Industrial 3 e aproximadamente oito quilômetros de Delta.

O policial rodoviário federal Tavares, após conversa com o motorista de Igarapava, disse que antes do acidente o condutor contou que passou sobre o viaduto do trevo do DI-3 e em seguida entrou na BR-050. “E depois de ele percorrer cerca de 200 metros, sofreu o impacto em sua traseira repentinamente. Diz que não percebeu que o veículo se aproximava em alta velocidade”. Tavares contou ainda que o caminhão de Igarapava trafegava em baixa velocidade no momento da colisão. “Eu estimo, pela posição e pela distância, tendo em vista que ele partiu da velocidade zero de saída do viaduto até os 200 metros que percorreu, que ele estivesse em torno de 40km/h, mas eu conferi o seu tacógrafo, que aponta a velocidade, mas o disco estava vencido, ou melhor, os discos de ambos os veículos envolvidos no acidente estavam vencidos. Então, somente uma perícia mais detalhada pode estimar com mais exatidão as velocidades.”

Após o impacto, grande quantidade de fertilizante líquido ficou derramado na faixa da direita e acostamento da rodovia, sendo necessário que a PRF isolasse o local para que os bombeiros jogassem serragem no trecho. Houve trânsito lento na faixa da esquerda até o final dos trabalhos da perícia e retirada dos veículos. Médico do Samu foi quem constatou o óbito de Antônio Carlos e funcionários da concessionária MGO Rodovias e guarnição de resgate do Corpo de Bombeiros retiraram a vítima das ferragens. Em seguida, a perícia técnica da Polícia Civil realizou os trabalhos de praxe e o corpo foi levado ao IML de Uberaba. A PC vai investigar as causas do acidente.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia