JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 19 de outubro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Mais um jovem envolvido com o crime é assassinado em Uberaba

Suspeitos, também jovens, não foram presos; todos os envolvidos têm passagens policiais, sendo que ainda não há informações sobre a motivação do homicídio

- Por Renato Manfrim Última atualização: 12/04/2017 - 14:40:05.

Jairo Chagas


Dois jovens chegaram próximo à vítima em uma moto Honda Titan, quando o passageiro efetuou cinco disparos

Jonathan Ferreira Gonçalves, 19 anos, foi assassinado por disparos de arma de fogo, por volta de 22h45 de segunda-feira (10), na rua Tenente Eurico, bairro Vila Presidente Vargas. Segundo informações de testemunhas repassadas à Polícia Militar (PM), dois jovens chegaram próximo à vítima em uma moto Honda Titan preta e foi o passageiro, vestindo uma camiseta laranja, que desceu da moto e efetuou cinco disparos em direção à vítima, que caiu na hora ao solo. Após o crime a dupla fugiu e ainda não foi localizada.

A unidade de resgate do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) tentou reanimar o jovem, porém sem sucesso, sendo que o mesmo morreu no local. A perícia técnica da Polícia Civil constatou primeiramente que houve uma perfuração na cabeça da vítima, sendo encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML) para os próximos trabalhos de verificação dos locais das outras perfurações.

Testemunhas também relataram à PM que ouviram a vítima dizendo aos criminosos o seguinte: “Vamos conversar”. E foi depois desta frase que aconteceram os disparos, de acordo com o boletim de ocorrência (BO) da PM.

Passagens policiais. De acordo com a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Uberaba, vítima tinha passagem policial por roubo e, segundo informações, estaria traficando drogas. Os suspeitos, jovens com menos de 20 anos, mas não menores, tem passagens policiais, sendo um por roubo e receptação e o outro por receptação. Ainda não há informações sobre a motivação do homicídio. Seguem o rastreamento e os trabalhos de investigações da Polícia Civil para elucidar o crime.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia